Oscar 2018 e seu contexto: falando sobre o movimento Time's Up.

06 março 2018

Oi, gente. Tudo bem?
Nesse último domingo, rolou o 90° Oscar e eu vim conversar com vocês sobre a premiação e sobre seu contexto! 



O Contexto

Vamos partir das inúmeras acusações de assédio que tomaram Hollywood em 2017. Tudo começou com as denúncias de assédio sexual e estupro contra Harvey Weinstein, produtor cinematográfico bem reconhecido na área. Dentre as atrizes que o denunciaram estão as atrizes Angelina Jolie, Gwyneth Paltrow, Mira Sorvino, Cara Delevigne e Ashley Judd. A partir disso, outras denúncias surgiram contra inúmeros homens, incluindo dois dos quais eu era grade fã: Nick Carter, dos BackStreet Boys e Ed Westwick, que interpretou o Chuck de Gossip Girl. 
Então, várias mulheres (mais de 300!) da área cinematográfica uniram forças para criar o Movimento Time's Up, com o objetivo de defender vítimas de assédio. O Movimento já conta com mais de 20 milhões de dólares em doações. No Globo de Ouro, todas as mulheres foram de preto, simbolizando suas denúncias e chamando a atenção para isso. GO, GIRLS! 

Globo de Ouro

O Oscar

Nesse ano, Jimmy Kimmel voltou para apresentar o Oscar - ele já havia apresentado a premiação em 2017. O apresentador de televisão (e comediante, escritor e produtor norte-americano) soube abordar assuntos polêmicos de forma consciente, mas também de forma leve. Ele fez piada com a troca de cartões do Oscar de 2017: "Neste ano quando ouçam seu nome não se levantem diretamente, esperem um minuto, não queremos que aconteça o do ano passado"; e também abordou a questão do assédio (e do sexismo em Hollywood) de diferentes formas: 

O Oscar é o prêmio mais respeitado de Hollywood: as mãos estão onde deveriam ser vistas e não tem pênis. É, literalmente, um estatuto de limitações. É o tipo de homem que precisamos agora mesmo nesta cidade.

Percebam o quão perdida está Hollywood quando fala de mulheres: fizemos um filme chamado "Do que as Mulheres Gostam" e o protagonista foi Mel Gibson. É tudo o que precisam saber.

Wonder Woman lembra-nos uma época do passado na qual os estúdios não acreditavam em um filme de ação com uma mulher protagonista: março de 2017.

Mark Whalberg disse que vai doar o milhão e meio de dólares que ganhou por voltar a rodar algumas cenas de Todo o dinheiro do mundo. Michelle Williams, a bola está com você: a quem você vai doar os 80 dólares que ganhou pelo mesmo trabalho?

Outras coisas que pudemos notar na premiação: Casey Affleck, acusado de abuso sexual, foi substituído por Jennifer Lawrence e Jodie Foster na apresentação do prêmio de Melhor Atriz. Achei isso positivo, considerando a acusação contra ele. Porém, Gary Oldman (de quem eu gostava muito por ele ter interpretado Sirius Black na saga Harry Potter) apareceu na premiação com um broche do movimento Time's Up, sendo que ele é acusado pela ex-esposa de ter batido nela, entre outras coisas. Além disso, Goldman venceu o prêmio de Melhor Ator. 

Os premiados 

Infelizmente, o Oscar de 2018 bateu recorde negativo de audiência de toda a história. Mesmo assim, trouxe - e premiou - filmes incríveis que já estão na minha listinha! 

  • Melhor Filme

"Dunkirk"
"Me chame pelo seu nome"
"O destino de uma nação"
"Corra!"
"Lady Bird - É hora de voar" - meu favorito
"Trama Fantasma"
"The Post - A Guerra Secreta"
"A forma da água"
"Três anúncios para um crime"

  • Melhor Diretor

Christopher Nolan ("Dunkirk")
Jordan Peele ("Corra!")
Greta Gerwig ("Lady Bird: É hora de voar") - minha favorita
Paul Thomas Anderson ("Trama fantasma")
Guillermo del Toro ("A forma da água")

  • Melhor Ator

Timothée Chalamet ("Me chame pelo seu nome")
Daniel Day-Lewis (“Trama Fantasma")
Daniel Kaluuya ("Corra!)
Gary Oldman ("O destino de uma nação")
Denzel Washington ("Roman J. Israel, Esq.") - meu favorito

  • Melhor Atriz

Sally Hawkins ("A forma da água")
Frances McDormand ("Três anúncios para um crime")
Margot Robbie ("Eu, Tonya")
Saoirse Ronan ("Lady Bird: É hora de voar")
Meryl Streep ("The Post - A Guerra Secreta") - minha favorita

  • Melhor Roteiro Adaptado

"Artista do desastre" (Scott Neustadter e Michael H. Weber)
"Me chame pelo seu nome" (James Ivory) - meu favorito
"A Grande Jogada" (Aaron Sorkin)
"Logan" (Scott Frank, James Mangold e Michael Green)
"Mudbound" (Virgil Williams and Dee Rees)

  • Melhor Roteiro Original

"Lady Bird: É hora de voar" (Greta Gerwig) - meu favorito
"Doentes de Amor" (Emily V. Gordon e Kumail Nanjiani)
"Corra!" (Jordan Peele)
"A forma da água" (Guillermo del Toro)
"Três anúncios para um crime" (Martin McDonagh)

  • Melhor Ator Coadjuvante

Willem Dafoe ("Projeto Flórida")
Woody Harrelson ("Três anúncios para um crime") - meu favorito
Richard Jenkins ("A forma da água")
Sam Rockwell ("Três anúncios para um crime")
Christopher Plummer ("Todo o Dinheiro do Mundo")

  • Melhor atriz coadjuvante

Allison Janney ("Eu, Tonya")
Mary J. Blige ("Mudbound")
Lesley Manville ("Trama Fantasma")
Laurie Metcalf ("Lady Bird: É hora de voar")
Octavia Spencer ("A forma da água") - minha favorita

  • Melhor Filme em Língua Estrangeira

"Uma Mulher Fantástica" (Chile) - meu favorito
"O Insulto" (Líbano)
"Sem amor" (Rússia)
"Corpo e Alma" (Hungria)
"The Square: A arte da discórdia" (Suécia)

  • Melhor Design de Produção

“Blade Runner 2049”
“A bela e a fera” - meu favorito
"O destino de uma nação"
"Dunkirk"
“A forma da água"

  • Melhor Fotografia

"O destino de uma nação" (Bruno Delbonnel)
“Blade Runner 2049” (Roger Deakins)
“Dunkirk” (Hoyte van Hoytema)
“Mudbound” (Rachel Morrison)
“A forma da água” (Dan Laustsen)

  • Melhor Figurino

"A bela e a fera" - meu favorito
"O destino de uma nação"
"Trama Fantasma"
"A forma da água"
"Victória e Abdul"

  • Melhor Canção

"Remember me" ("Viva - A vida é uma festa")
"Mighty river" (Mudbound)
Mystery of love ("Call me by your name")
"Stand up for something" ("Marshall")
"This is me" ("O rei do show") - minha favorita

  • Melhor Edição

"Em ritmo de fuga"
"Dunkirk"
"Eu, Tonya"
"A forma da água" - minha favorita
"Três anúncios para um crime"

  • Melhor Mixagem de Som

"Star Wars: Os últimos Jedi"
"Em ritmo de fuga"
"Blade Runner 2049"
"Dunkirk"
"A forma da água" - minha favorita

  • Melhor Edição de Som

“Em ritmo de fuga”
“Blade Runner 2049”
Dunkirk
“A forma da água” - minha favorita
“Star Wars: The Last Jedi”

  • Melhor Animação

"O poderoso chefinho"
"The Breadwinner"
"Viva: A vida é uma festa"
"O Touro Ferdinando" - minha favorita
"Com Amor, Van Gogh"

  • Melhor Curta de Animação

“Dear Basketball”
"Garden Park"
“Lou”
“Negative Space”
“Revolting Rhymes”

  • Melhor curta

"Dekalb Elementary"
"The 11 o' clock"
"My Nephew Emmett"
"The silent child"
"Waty Wote/All of us"

  • Melhor Trilha Sonora

"Dunkirk"
"Trama Fantasma"
"A forma da água" - minha favorita
"Star Wars: Os últimos Jedi"
"Três anúncios para um crime"

  • Melhor documentário

"Abacus: Pequeno o bastante para condenar"
"Visages villages"
"Ícaro"
"Últimos homens em Aleppo"
"Strong Island"

  • Melhor documentário em curta-metragem

"Edith+Eddie"
"Heaven is a traffic jam on the 405"
"Heroin(e)"
"Knife Skills"
"Traffic Stop"

  • Melhor maquiagem e cabelo

"O destino de uma nação"
"Victoria e Abdul"
"Extraordinário"

  • Melhores efeitos visuais

"Blade Runner 2049"
"Guardiões da galáxia Vol. 2" - meu favorito
"Kong: A ilha da caveira"
"Star Wars: Os últimos Jedi"
"Planeta dos Macacos: A guerra"

Claramente, "A forma da água" e "Dunkirk" foram os grandes vencedores. Minhas grandes decepções foram: Lady Bird não ter ganhado e "This is me" canção do file O Rei do Show não ter ganhado o prêmio de Melhor Canção. Mas, fiquei extremamente feliz pelo prêmio de Melhor Filme de Língua Estrangeira ter ido para o filme chileno "Uma Mulher Fantástica", que é estrelado por uma mulher transexual: Daniela Vega

Relevância no meio literário

Não do Oscar, mas do Movimento Time's Up. Todas essas denúncias que estão acontecendo em Hollywood e também a união das mulheres para protegerem umas as outras está sendo extremamente positivo para o mundo inteiro, considerando a grande visibilidade que está tendo. Porém, temos que fazer o recorte do meio literário. Pois, vemos a mulher ser hiperssexualizada em HQs e mangás, vemos os abusos psicológicos, físicos e sexuais serem romantizados em livros nacionais e estrangeiros e isso tudo ser visto como normal por muitos leitores. Visitando a página "Todo dia um escritor diferente passando vergonha", nós vemos prints de livros onde mulheres são estupradas por dinossauros (WTF), traficantes se apaixonam por adolescentes e coisas bem piores. Com essa realidade, é necessário que as mulheres do meio literário também se unam. A Kris, do blog Conversas de Alcova, fez uma postagem bem interessante que traz dicas de bons livros que são livres de abuso, você pode conferir a postagem aqui. Mas, com certeza, podemos tomar outras atitudes para tornar o meio literário - e não apenas ele - cada vez mais saudável para as mulheres. 

É isso, gente. Essas foram algumas das minhas considerações - eu iria fazer também uma sessão para os memes e para as mulheres do meu coração (Viola Davis e Lupita Nyong'o), mas ficaria uma postagem enorme. Vocês assistiram as Oscar? O que acharam dos vencedores? Beijos

Fontes

11 comentários:

  1. Olá
    Vi Viva agora mesmo. Lindo de mais. Eu não sabia sobre as acusações a Gary Oldman... Gosto tanto dele como ator que bate até aquela tristeza... Esperamos que aos poucos as coisas vão mudando no mundo.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  2. Eu nunca assisto premiações, não tenho paciência. Concordo com vc, na literatura tem muitos casos da mulher como objeto, é desagradável de ler.

    ResponderExcluir
  3. Ótimo post Roberta, achei sensacional você botar as fontes no final. Eu não acompanhei o Oscar e estava sabendo somente por cima do que aconteceu lá. Também queria que This is Me tivesse ganho a melhor canção original :))
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
  4. Eu achei que esse movimento deu uma imagem negativa pro evento, na minha opinião é ridículo depois de tantos anos uma pessoa vai falar desse tipo de caso e tá virando maior moda isso. Me deu pena que a audiência foi tão ruim, um evento desses tão importantes pro cinema. E novamente não deram lugar para os filmes de heróis. Dos filmes ganhadores eu fiquei feliz pelos prêmios de A Vida é uma Festa porque amo animações.

    ResponderExcluir
  5. Nem me fale, fiquei horrorizada com a quantidade de escandalos que rolou...
    Jimmy como apresentador é o melhor né hahaha
    Mds, não sabia dessa acusação do Gary :O
    Acho que o recorde negativo se deu pela relutância de muitos por causa dessas acusações né... eu mesmo não quis assistir por causa disso tudo ;x
    Eu ainda não assisti A forma da água, mas quero muito ver... A quantidade de indicações e premios me deixou mais curiosa ainda por ele
    Não conheço o blog da Kris, mas vou entrar para ver essa postagem dela. achei a indeia genial!

    ResponderExcluir
  6. Eu acho que esse Oscar foi um dos mais polêmicos que teve foi tanto escândalo que eu vi eu confesso que eu fiquei bem surpresa principalmente porque o maior alvo dos escândalos eram o movimento feminista e eu não sabia que o autor que fez Sirius Black tava sendo indicado e nem sabia que ele estava passando por um processo por ter agredido a esposa

    ResponderExcluir
  7. De uns anos pra cá tenho gostado de assistir o Oscar, mas esse ano acabei não vendo. Não estava muito animada e também não assisti muitos filmes indicados. Muito complicado isso envolvendo alguns atores e cantores em relação ao assédio sexual e estupro. Precisamos de mais respeito com o próximo. Falando sobre os indicados a melhor filme eu assisti: Três Anúncios Para Um Crime, Lady Bird e Corra!. Pretendo assistir os outros. Fiquei feliz que Viva ganhou, o filme é muito lindo. Porém, também gostaria que melhor canção tivesse ido para This is Me que é lindíssima e sem dúvida causa uma inspiração e algo muito bom dentro da gente quando toca. O Rei do Show é sem dúvidas um filme lindo demais!

    ResponderExcluir
  8. Desde sempre as mulheres sofreram preconceitos de várias formas.
    E denúncias como essas são sempre bem vindas. As coisas só mudam quando há um movimento. Quando se esclarece os fatos.
    Acho que não é novidade para ninguém que abusos como esses sempre ocorreram no meio artístico.
    Só faltava coragem de alguém para expor os fatos.

    Confesso que não assisto ao Oscar.
    Só vejo o resumo dos vencedores no dia seguinte.
    Ah, fiquei pasma sobre as acusações contra o ator Gary Oldman... Gostei muito de sua atuação no filme Drácula! :(

    É isso!
    Espero que tratem as mulheres com mais respeito.

    ResponderExcluir
  9. Olá! Todo esse escândalo serviu para mostrar que cansamos e não vamos mais admitir falta de respeito perante nós, mulheres. Já era hora. Quanto ao Oscar, tentei acompanhar alguma coisinha, mas muito superficial. Estou louca para assistir A Forma da água, afinal não foi por acaso que ele foi o grande campeão da noite. O que me deixou mais feliz foi a vitoria de Viva a vida é uma festa. Adorei as dicas das páginas.

    ResponderExcluir
  10. Acho interessante quando celebridades que conseguem causar uma reação positiva com os protestos que elas fazem e eu achei isso muito marcante interessante nessa premiação do Oscar

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Gostei muito desse post, assistir ao Oscar, assim como todos os anos gosto bastante de ver a premiação, os indicados, só espero que em algum ano consiga assistir todos os filmes indicados a melhor filme, estou acompanhando vários noticias desses casos de assedio em Hollywood e realmente acho que eles começaram algo positivos em questão de encorajar as pessoas a denunciar e concordo com você temos que fazer um movimento na literatura, porque temos vários livros que pegam essas situações e acabam romantizando !!

    ResponderExcluir