Resenha: Minha vida (não tão) perfeita - Sophie Kinsella.

10 outubro 2017
Minha vida (não tão) perfeita
Autora: Sophie Kinsella
Páginas: 406. 
Editora: Record. 
Livro recebido pela editora para resenha. 

Dramas, confusões e uma boa dose de amor são os ingredientes do novo romance de Sophie Kinsella.
Uma divertida crítica aos julgamentos errados que uma boa foto no Instagram pode gerar. Cat Brenner tem uma vida perfeita mora num flat em Londres, tem um emprego glamoroso e um perfil supercool no Instagram. Ah, ok... Não é bem assim... Seu flat tem um quarto minúsculo sem espaço nem para guarda-roupa , seu trabalho numa agência de publicidade é burocrático e chato, e a vida que compartilha no Instagram não reflete exatamente a realidade. E seu nome verdadeiro nem é Cat, é Katie. Mas um dia seus sonhos se tornarão realidade. Bom, é nisso que ela acredita até que, de repente, sua vida não tão perfeita desmorona. Demeter, sua chefe bem-sucedida, a demite. Tudo o que Katie sempre sonhou vai por água abaixo, e ela resolve dar um tempo na casa da família, em Somerset. Em sua cidadezinha natal, ela decide ajudar o pai e a madrasta com a nova empreitada do casal: os dois planejam transformar a fazenda da família em um glamping, uma espécie de camping de luxo e estão muito empolgados com o novo negócio, mas não sabem muito bem por onde começar. E não é justamente lá que o destino coloca Katie e sua ex-chefe cara a cara de novo? Demeter e a família vão passar as férias no glamping, e Katie tem a chance de, enfim, colocar aquela megera no seu devido lugar. Mas será que ela deve mesmo se vingar da pessoa que arruinou sua vida? Ou apenas tentar recuperar seu emprego? Demeter - a executiva que tem tudo a seus pés - possui mesmo uma vida tão perfeita, ou quem sabe, as duas têm mais em comum do que imaginam? Por que, pensando bem, o que há de errado em não ter uma vida (não tão) perfeita assim?

Quando soube do lançamento de Minha vida (não tão) perfeita, fiquei muito feliz, pois sou muito fã da Sophie Kinsella. A sinopse me deixou bem curiosa, porque além de ter o que todos os livros da autora tem, como diversão, romances e confusões, percebi que há uma crítica à geração de hoje, que tenta mostrar que tem uma vida perfeita através das redes sociais.

Katie Brenner sempre sonhou em morar em Londres. Então depois da faculdade, foi para lá, arrumou um emprego e alugou um quarto minúsculo em um flat. No novo emprego, ela prefere ser chamada de Cat, cortou uma franja no cabelo e se livrou do seu sotaque do interior, fazendo de tudo para fazer parte de Londres.

Na verdade, sou Cat. Cat, apelido de Catherine. Porque... bem. É um nome legal. É curto e forte. É moderno. É Londres. Sou eu. Cat. Cat Brenner. 
Apesar das fotos maravilhosas que ela posta no Instagram, ela divide o flat com um cara maluco e espaçoso e seu emprego não é tão legal quanto ela pensou que seria. Ou seja, a vida dela só é perfeita nas redes sociais. Além disso, sua chefe, Demeter, parece ter tudo o que alguém pode desejar: uma casa perfeita, filhos perfeitos, marido perfeito e emprego perfeito.

Quando conhece Alex, um dos sócios da empresa na qual ela trabalha, Katie pensa que as coisas podem estar mudando para ela. Ele é bonito, divertido e criativo. Mas, tudo vai por água abaixo quando Demeter a demite. Agora, desempregada, ela se obriga a voltar para casa no interior. Claro que as protagonistas da Sophie não pagam imposto pra se meter em encrencas, então Cat decide não contar nada para seu pai e encontrar outro emprego antes que ele descubra qualquer coisa.

Em Somerset, Katie ajuda seu pai na administração de um camping de luxo, comprando mercadorias, fazendo marketing do lugar e organizando atrações para os clientes. Para sua surpresa, Demeter chega no gampling com sua família para passar o final de semana. Quando ela chega lá, ela nem se lembra mais de Katie/Cat, que decide se vingar, inventando atividades nojentas e humilhantes para sua ex chefe fazer. Nesse tempo em que passam juntas, ela passa a conhecer Demeter bem melhor. A cereja do bolo é o Alex, que chega no gampling pouco depois. 



Sophie Kinsella nunca me decepciona, a escrita dela é leve, divertida e cativante. Só parei de ler quando terminei, já com aquela sensação de "por que li tão rápido?". E, como sempre, tive que ler em local privado, pelo perigo de passar vergonha em pública dando altas gargalhadas.

A construção dos personagens, com certeza, é um ponto positivo. Cat/Katie Brenner é uma protagonista com a qual muitas leitoras vão se identificar. Ela é insegura, querendo fazer parte de algo que ela ama, mas ao mesmo tempo é autêntica e espontânea. E o crescimento dela durante a leitura é palpável, ela deixa de mentir sobre quem realmente é. Demeter também é uma personagem bem estruturada, mas não vou dar spoilers sobre ela.



A crítica que a autora traz com essa obra é bem válida. Em uma época na qual há uma pressão geral para que alcancemos a felicidade, seja através de emprego, casa própria, faculdade, carro... como fazer para não entrar nessa lógica? Qualquer Instagram que eu entrar agora vai me mostrar paisagens bonitas, roupas caras, comidas interessantes e livros novos. Nada de contas a pagar, estragos no encanamento ou caras inchadas de choro. Por que damos tanta importância às aparências quando sabemos que a vida de ninguém é perfeita?

Eu adorei esse livro e acredito que todos que buscam uma boa história de amor, drama, mas também muitas risadas, vão adorar também! Dei cinco estrelinhas bem merecidas no Skoob! Vocês já leram esse livro? Ou algum outro da autora? Comentem aí em baixo! Beijos

Viu algum erro nesse texto?
Envie um e-mail para bloglivrosecores@gmail.com
Nos acompanhe pelas redes sociais: 

8 comentários:

  1. OLá!
    Eu gosto muito da Kinsella e já tô de olho nesse livro desde que soube do lançamento. Acho que a autora sempre nos faz refletir entre uma risada e outra. Não é apenas humor.
    Parabéns pela resenha. bjs

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha, parece traz coisas bem recente, principalmente a era digital. Eu quis ler alguma obra da Sophie Kinsell, pois como citou na resenha, a escrita dela parece ser leve e cativante. Parabéns!
    ;)

    Canal Papo Inverso | Blog Lendo Ferozmente

    ResponderExcluir
  3. Olá! Tenho muita curiosidade pela escrita dessa autora, acho que esse vai ser o primeiro que lerei dela, visto que é uma história que me cativou desde o começo e mal posso esperar para comprar meu exemplar e me jogar na leitura. Fico feliz que foi uma experiência boa para você, eu quero muito conhecer todos esses personagens <3

    ResponderExcluir
  4. AAAAAAA
    Eu adoro esses tipos de livro, esse gênero, essa autora <3 <3
    Já está mais que anotado na wishlist
    Adorei a resenha e as fotos
    Bjs
    blog-myselfhere.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Ai que dica maravilhosa menina, fiquei bem feliz de saber a sua opinião, te digo que nunca li nada da autora e sinto-me sempre atraída, diante de tantos comentários positivos, além de ser um livro extremamente divertido, sempre procura trazer uma reflexão junto.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Amei o livro e a sua resenha também, conseguiu resumir bem os pontos importantes da estória e nos deixar com um gostinho de "quero mais". Já tô louca pra ler o próximo. :*

    ResponderExcluir
  7. Oi
    Eu nunca li nada dessa autora. Mas quero muito! Gosto de livros que tenham essa pegada mais engraçada, mas ao mesmo tempo um pouco de drama. Bom saber que os personagens evoluim durante o livro.
    Bjus

    ResponderExcluir
  8. Olá tudo bem? quero muito ler esse livro a escrita dessa autora é descontraída, adorei sua resenha e premissa, beijos!

    ResponderExcluir