Resenha: Corpo - Audrey Carlan.

19 outubro 2017
Corpo
Série/Trilogia: Trinity #1
Autora: Audrey Carlan.
Páginas: 308.
Editora: Verus. 
Exemplar recebido da editora para resenha. 

"Eu te amo. Eu te quero. Eu nunca vou te deixar." Gillian Callahan entra em pânico só de ouvir esse tipo de frase. Por anos ela viveu uma relação abusiva com seu ex-namorado violento. Agora ela está livre e segura, trabalhando para uma fundação de apoio a mulheres vítimas de violência - a mesma que a resgatou e salvou sua vida. Gillian não quer saber de homem nenhum. Até conhecer Chase Davis, o presidente da fundação. O bilionário é tão sexy e sedutor que Gillian fica sem chão. Chase sempre consegue o que quer - e ele quer Gillian.
Agora ela terá de enfrentar a batalha entre o desejo e o medo. Gillian vai conseguir confiar em Chase? Ela está segura com ele? E quão perigoso pode ser um passado sombrio... não só o dela, mas o do homem que ela aprendeu a amar?

Oi, gente. Tudo bem?
Corpo é o primeiro volume da série Trinity, da autora Audrey Carlan, mesma autora da série A Garota do Calendário. Eu ainda não havia lido nenhum livro da autora, apesar de morrer de curiosidade sobre a escrita dela.



A obra traz a história de Gillian Callahan (adorei esse nome), uma mulher independente, que trabalha para uma fundação que apoia mulheres que estão sofrendo - ou já sofreram - violência doméstica. Esse emprego é importante não apenas pela sua finalidade altruísta, mas porque a própria Gillian já foi uma vítima de violência doméstica, então é especial de uma forma pessoal para ela.

Em uma viagem a trabalho, Gillian conhece Chase Davis, um milionário que ela acaba descobrindo ser seu chefe. Os dois se envolvem rápida e profundamente, mas os passados dois dois vem à tona aos poucos tentando destruir o que o relacionamento do casal.


O ponto baixo para mim - que me levou a não dar a nota máxima ao livro - foi o início da obra. Tudo aconteceu muito rápido entre os personagens, já nas primeiras cinco páginas eles se conhecem e se envolvem. Eu queria que a autora tivesse mostrado mais os motivos do casal ter se interessado um pelo outro e não apenas a questão física.

Já os elementos positivos foram muitos... a começar pela construção e multiplicidade de personagens. Os dois protagonistas tem vidas intrincadas de detalhes, subjetividades e familiares/amigos. Deu pra ver que a autora realmente se preocupou em criar personagens realistas. Além disso, os personagens secundários são bem descritos e é fácil de conseguir imaginar suas aparências e personalidades, eles não são apenas "tapa furos".



Corpo é mais que uma história de amor, também é uma história de superação, de enfrentamento e de busca pela felicidade. A autora traz um tema importante de ser debatido: a violência doméstica, que pode ser física, emocional e/ou psicológica. A protagonista passou por um relacionamento abusivo e ainda carrega profundos traumas decorrentes disso. Deu pra perceber que a autora estudou o assunto e tentou abordá-lo de forma cuidadosa, até para, de certa forma, conscientizar.

A escrita da autora é bem atrativa, faz o leitor querer ler mais e mais. Há cenas hot bem escritas e também cenas engraçadas: as amigas da protagonista foram uma cartada de mestre da autora, pois atenuam a carga emocional mais intensa que a obra traz e ao mesmo tempo divertem o leitor. Ao final da obra, todas nós ficamos querendo uma Maria, uma Bree e uma Kat.



Mesmo com as partes clichês, Corpo é um livro que encanta e que consegue trazer algo de novo. O desfecho faz com que o leitor queira ler os próximos volumes o mais rápido possível - eu inclusive. Dei quatro estrelinhas no Skoob! Assim que eu ler os próximos livros, conto pra vocês o que achei! Beijos

Você sabia que existe uma Central de Atendimento à Mulher? A ligação é gratuita e você pode ligar para denunciar casos de violência doméstica, se informar sobre os direitos das mulheres ou serviços públicos para a população feminina. O número é 180.

Você viu algum erro nesse texto?
Envie um e-mail para bloglivrosecores@gmail.com
Nos acompanhe pelas redes sociais:

Um comentário:

  1. Amei a resenha, esse livro está bem comentado no meio literário, gostei da proposta e a história parece interessante. Pensando em adicionar aos meus "desejados" no skoob. :)

    ResponderExcluir