Resenha: O treinador do meu sobrinho - Vanessa Gramkow.

11 agosto 2017

O treinador do meu sobrinho

Autora: Vanessa Gramkow
Páginas: 146. 
Editora: Ella. 

Duda aprendeu que a vida não era fácil, mas nunca se deixou abater pelos obstáculos. Conhecida por sua personalidade ousada, ela valorizava sua própria liberdade acima de quaisquer sentimentos. A vida estava sempre sob seu controle... até seu sobrinho, o jovem tenista Igor, garantir-lhe que André, seu treinador, seria o “homem ideal” para ela. Duda não acha que precisa de qualquer relacionamento sério, aliás, aprendeu que o amor não existe para todos, especialmente não para ela. Por isso, tudo soava muito divertido quando Duda soube que finalmente conheceria o “tão mencionado” André; o problema é que o tal “homem ideal” era um babaca que parecia muito disposto a irritá-la. Agora, Duda precisará lidar com as expectativas românticas de seu sobrinho, a monitoria estressante de sua irmã mais velha, o confronto com seu próprio passado doloroso e a verdade de que nunca é tarde para aprender a amar.

Oi, gente. Tudo bem? O livro "O treinador do meu sobrinho" é o livro de estréia da autora Vanessa Gramkow, que é parceira aqui do blog.

A obra conta a história de Duda, ex-modelo e agora fotógrafa, que tem problemas com relacionamentos. Ela viaja para ver seu sobrinho, que é tenista, jogar em um campeonato. No caminho até o campeonato, ela acaba conhecendo um homem que parece ser extremamente arrogante, mas muito atraente. 

Quando chega no hotel onde sua família (irmã, cunhado e sobrinho) está, Duda acaba descobrindo que o homem que ela conheceu anteriormente é André, o treinador de seu sobrinho, Igor. Acontece que já há algum tempo Igor vinha insistindo que Duda e André formariam um casal perfeito. O problema é que Duda ainda acha que André é irritante, só que aos poucos vai percebendo que ele também tem qualidades. Além disso, não tem como fingir que ele não é muito bonito e que há química entre eles.
Quando tudo parece estar dando certo, um grande segredo de André vem à tona. 



O livro é narrado em primeira pessoa pela Duda. Confesso que não me identifiquei com a protagonista, a Duda tem uma cabeça de adolescente, ficava descrevendo o que estava vestindo, falando de coisas bobas que não entendi porque seriam relevantes em um livro tão curtinho. Isso fez o início do livro ser bem chatinho, devagar. 

Na segunda parte do livro, acontece uma grande reviravolta na história com a descoberta de segredo do André! Eu fiquei chocada, queria matar ele e pensei que a partir daquele momento, muitas tretas ainda viriam. Para mim, esse foi o ponto alto do livro, assim como a "solução" do problema que aparece ao final do livro. 

Em um livro de 146 páginas poucas coisas podem ser aprofundadas, ainda mais as personalidades dos personagens. A única que teve sua personalidade mais explorada pela autora foi a Duda, mas ainda assim não me convenceu, não consegui gostar dela. Achei a irmã dela bem sufocante e o cunhado dela estava ali só de figurante.

Acredito que o livro pudesse ter sido melhor desenvolvido, com mais acontecimentos e mais emoção. O trinador do meu sobrinho é um livro despretensioso para se ler em uma tarde. A escrita da Vanessa é clara e objetiva, deixando a leitura bem leve. Para quem ama romances simples, essa é a pedida. 

Beijos

Viu algum erro neste texto?
Envie um e-mail para bloglivrosecores@gmail.com
Nos acompanhe pelas redes sociais:

0 comentários:

Postar um comentário