10 janeiro 2017

Vamos falar sobre Sense8?

Oi, gente. Tudo bem?
Há algum tempo atrás assisti uma série incrível e fiquei de vir correndo contar pra vocês, mas não deu tempo. Até então minha série preferida era Friends, agora estou com muita dúvida, de verdade. Considerando que saiu um episódio especial de Natal e o pessoal está gostando bastante, decidi falar dessa série maravilhosa agora. Sim, vamos falar sobre Sense8


A primeira coisa que vocês devem saber é que Sense8 é criação das MA-RA-VI-LHO-SAS irmãs Wachowski, que são mulheres transgêneras - Lilly (antes Andy) e Lana (antes Larry). Sim, você já deve ter ouvido falar, já que foram elas também que criaram a trilogia Matrix. Para começo de conversa, acho elas corajosas e lindas, imagina como deve ser difícil ser transgênera, ainda mais no mundo cinematográfico. Mas, então... Junto com J. Michael Straczynski, as irmãs Wachowski criaram Sense8 e em 2015 a série foi lançada pela Netflix

Sense8 nos traz oito protagonistas que não se conhecem, Nomi, Lito, Will, Riley, Wolfgang (), Capheus, Kala e Sun, espalhados pelo mundo. Tá, Roberta, se eles estão espalhados pelo mundo, qual a ligação entre eles? A questão é que a série é de ficção científica, então a ligação entre eles é basicamente pela mente, eles começam a sentir o que os outros sentem, pensar o que os outros pensam e estar onde os outros estão mesmo que estejam em países diferentes. Pode parecer complicado, mas é fácil de entender quando as cenas vão acontecendo. Nos é explicado que eles não são o primeiro grupo de Sense8 e que, "mentalmente", nasceram da mesma mãe. 

Existe um grupo governamental que persegue Sense8. O líder é o Sussurros, que é extremamente perigoso e já acabou com outros grupos de 8 antes. 


Nomi é uma mulher transexual, lésbica e hacker que tem problemas com os pais e vive com a namorada Amanita. Ela mora em São Francisco - Califórnia - EUA. 

Lito é um ator famoso e gay que vive com o namorado Hernando Fuentes (que é interpretado pelo ator Alfonso Herrera, nosso amado Miguel de Rebelde). Ninguém no México sabe que Lito é gay, já que ele esconde isso para não prejudicar sua carreira. Ele vive na Cidade do México - México. 

Will é um policial que tem um pai com problemas com bebida. Fica claro para nós desde o início que ele vai ter algo com a Riley. Will vive em Chicago - Illinois - EUA. 

Riley é uma DJ islandesa que fugiu para Londres e tem problemas com drogas. Ela é a drama queen da série, ô sofrência. Londres - Inglaterra/UK. 

Wolfgang () é 99% arrombador de cofres e 1% chaveiro. Ele tem problemas com sua família, que é toda do crime organizado. O melhor amigo do Wolfy é o Felix, que nos traz as partes engraçadas da série. Wolfgang é meu personagem favorito, vocês sabem que amo bad boys. Ele mora em Berlim, na Alemanha. 

Capheus é um autônomo motorista de van. A mãe dele tem AIDS e ele tem que arrumar dinheiro para comprar remédios super caros para ela. O lugar onde ele mora é super perigoso e dominado pelo que acredito serem gangs. Nairóbi - Quênia - África. 

Kala é linda, religiosa e respeita seus pais, mas não está certa sobre seu futuro casamento. Eu shippo muito ela com o Wolfgang. Kala mora em Mumbai - Maharashtra - Índia. 

Sun é uma executiva na empresa da família. Ela tem problemas com seu pai, que não reconhece a importância dela na empresa nem na família. Sun é uma ótima lutadora e descobre que seu irmão tem roubado a empresa. Seoul - Coréia do Sul. 

O melhor da série não é apenas a diversidade dos personagens, mas a ligação entre eles que faz com que eles sintam o que os outros sentem. É muito mais que empatia (se colocar no lugar do outro), pois, eles realmente estão naquele lugar também. Nenhum deles nunca está sozinho, eles sempre tem uns aos outros. Todos sabem como é ser pobre na África, ou como é fugir da polícia, ou como é ser julgado por ser gay. Eles sentem na pele a aflição do outro. E, honestamente, isso é incrível! Se isso realmente existisse, seria muito mais fácil entender o próximo, afinal, enxergaríamos as coisas pela perspectiva dele. 

Eu, simplesmente, adoro quando os personagens se ajudam emprestando suas habilidades aos outros. A Sun, que é uma super lutadora, sempre ajuda o Capheus a se defender dos perigos de Nairóbi. O Lito é um ótimo ator e sempre ajuda os outros a mentir. Will é policial, conhece as malandragens e tem uma ótima coordenação para perseguição ou fuga... Eles se tornam um ao mesmo tempo em que são completamente diferentes. 



Não posso deixar de falar que a série é +18, por motivos explícitos na imagem acima, risos. Sim, rolam altos amassos em Sense8. Imaginem pessoas com uma ligação afetiva extrema, sem preconceito nenhum e cheias de amor pra dar. Pois é. Fora os casais que se formam ou que já existiam no início da série. Ou seja, não assistam perto dos seus pais. Acreditem, fica o maior constrangimento na sala.

Na segunda temporada, sai o ator que faz o Capheus, Aml Ameen. Dizem as más línguas que ele teve problema com uma das irmãs Wachowski, por ser preconceituoso e não querer fazer parte das cenas mais quentes. Então, entra o ator Toby Onwumere. Confesso que eu achava que Aml interpretava um Capheus justo, querido, amoroso e simpático. 
No primeiro episódio na segunda temporada, dá pra ver um pouco da interpretação no novo ator, que é boa, mas eu já estava acostumada com o outro. Também devo dizer que apesar de adorar a interpretação do Ameen, se é verdade que ele foi preconceituoso, fico feliz com a saída dele. 


Lana Wachowski (dreads rosa) e os protagonistas de Sense8. 

Outro ponto importante a destacar é que as irmãs Wachowski deram preferência para escolher atores que eram dos mesmos países dos personagens que interpretariam. Max Riemelt (Wolfgang) é da Alemanha mesmo, assim como a Doona Bae é do Seoul, Miguel Ángel Silvestre é do México, Tina Desai é da Índia... E as filmagens foram realizadas nesses países também! Isso que é diversidade e representatividade. Eu soube que na 2º temporada vai ter episódio que se passa aqui no Brasil, já que Sense8 faz grande sucesso aqui. 

Então, gente, Sense8 é uma série que nos traz um zilhão de sentimentos confusos e misturados. A gente torce com tanta força pelos personagens como se eles fosse conhecidos. Eu disse pra vocês que amo o Wolgfang, mas cada personagem tem um espaço importante no meu coração e na série. Sense8 é ficção científica, mas fala de pessoas reais que querem ser livres, de sociedades reais que aprisionam e julgam. Cada momento dessa série foi mágico pra mim e eu gostaria que vocês assistissem, aposto que vão gostar! 

Ah, a série só tem 12 episódios na primeira temporada e 1 episódio especial de natal, dá pra maratonar tranquilamente. Também tem um documentário bem legal sobre como e onde as filmagens aconteceram, além dos truques utilizados. Mas, assistam ao documentário apenas DEPOIS de assistir à série. Outra dica: assistam legendado, pois ouvir o sotaque fofo dos personagens que não são dos EUA é bem legal. 

Cena do documentário Sense8: A Criação do Mundo

Espero que vocês tenham gostado de saber mais sobre a série. Eu sei que foi uma postagem super parcial, mas Sense8 merece. Beijos <3 

8 comentários:

  1. Já ouvi falar muito bem dessa série e adorei a dica. Fiquei com mais vontade de assisti-la depois de ler a sua postagem.

    Parabéns ☺
    http://literaturaporamor1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Já vi tantos blogueiros e Youtubers falarem dessa serie q ja adicionei no netflix kkk parece ser muito boa.

    ResponderExcluir
  3. Eu já vi tantos comentários da série, que comecei assistir e parei no segundo episódio, acabei me desanimando e achando um pouco confusa. Quem sabe nas férias eu não assista a primeira temporada completa, para ver se essa "coca-cola" toda que todo mundo fala e ver também se eu entendo. Ah, e não sabia que era das mesmas criadoras de Matrix <3
    Trouxa do Livro

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Sense8 está na minha lista de séries para assistir. Assim que colocar em dia as séries que já assisto, irei maratonar.
    Mas confesso que pouco sabia sobre a série. Seu post me ajudou a conhecer um pouquinho os personagens e me deixou ainda mais curiosa para assistir.
    Adorei!
    Beijos.


    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  5. Oiie!

    Vi por estas semanas a série. E gostei. Ela meio que ficava na minha cabeça e não me deixava dormir até terminar todos os episódios hahah

    Nós nos apegamos aos personagens de tal maneira que ficamos necessitadas de saber o que acontece com cada um!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Essa série é maravilhosa, já assisto a série e acho incrível.
    Além disso, amo séries de ficção científica e essa é ótima.

    ResponderExcluir
  7. Oi Roberta, eu não tenho Netflix ainda (praticamente não sou gente, né... kkk), mas já ouvi falar muito da série e pesar de não curtir muito ficção científica, gosto da diversidade dos personagens, pois contribui muito para uma boa história. Não sabia que era para maiores de 18. Adorei o post.
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Eu estou querendo conhecer a série, ainda estou acompanhando Stranger Things, logo tenho Sense 8 e outros como opção.

    Beijos

    Viviana

    ResponderExcluir