10 agosto 2016

Resenha: Kuro Hakushaku wa Hoshi o Mederu - Oto Hisamu.


Kuro Hakushaku wa Hoshi o Mederu
Autor: Oto Hisami. 
Download aqui.


Século XIX, Esther é uma garota de 16 anos que vive em Londres. Ela tem um irmão gêmeo chamado Argemon e os dois conseguem ver "fantasmas" desde criança. Depois da morte de sua mãe e de seu irmão ser adotado por um nobre, Esther vende flores para viver. Então, um dia, um conde aparece e reivindica Esther como esposa. Mas, ela ainda não sabe que ele tem segundas intenções por trás desse pedido. 


A última vez que li mangás foi ano passado, quando uma amiga que gostava me emprestou os três volumes de um mangá ambientado em uma escola. Antes disso, fazia anos que eu não lia nada do tipo. Mas, ao passear por blogs amigos, encontrei uma resenha de KHHM no blog Pretty Things e acabei baixando todos os capítulos disponíveis. Não, eu não devia ter feito isso. Não que a história não seja boa, ela é, mas apenas os dois primeiros volumes já estão completos, as continuações ainda não estão. Agora estou muito ansiosa para que os outros capítulos sejam escritos e traduzidos. 

Sobre o Volume I, então, o que posso contar é que é ambientado na Londres do século XIX e tem como protagonista a jovem Esther, que vive sozinha e se sustenta vendendo flores nas ruas de Londres. Desde criança, Esther pode ver criaturas, que sua mãe chamava de "fantasmas" e sempre dizia para que Esther fugisse destas. Certo dia, surge o Conde Valentine e pede que Esther se case com ele. Só mais tarde, a protagonista descobre que o Conde é um Caçador de Vampiros, ou seja, caça as criaturas que Esther pode ver. E que ele precisa desse poder dela para acabar com todos os vampiros que matam humanos. Ela decide ser a esposa dele, temporariamente, porque como esposa de um conde, ela poderia encontrar seu irmão gêmeo adotado por um nobre. 

A história é muito fofa, é o que posso afirmar com certeza. O tempo todo eu me pegava pensando "awn". O Leon, Conde Valentine começa a gostar de Esther e demonstra isso de forma gentil, doce e um tanto ciumenta. 

Algo que nunca esperei que pudesse acontecer comigo, aconteceu: gostei de um triângulo amoroso. Geralmente, nem começa uma leitura se sei que ela tem triângulo, mas em KHHM, isso se dá de uma forma muito natural. O Chris, rei dos vampiros aparece (agora já não me lembro se é no primeiro volume mesmo) e já rouba a cena, pois é muito charmoso! 

Outros personagens e vilões vão aparecendo com o passar da história e o leitor vai se apaixonando pelo enredo e pelos protagonistas. Fiquei tão envolvida que quando os capítulos disponíveis terminara, corri no google para pesquisar "mangás de romance concluídos". Agora estou na vibe dos mangás, haha. 

Recomendo esse mangá para que curte ler esse formato e para quem gosta de romances despretensiosos. Aceito recomendações de mangás do gênero, me indiquem aí em baixo! Beijos <3

Viu algum erro nessa postagem?
Mande um e-mail para bloglivrosecores@gmail.com

5 comentários:

  1. Para ser sincera nunca li mangás. Por isso nem posso opinar muito sobre esse tipo de leitura.Mas achei essa história bem fofa.E claro,se tiver uma oportunidade vou dar uma conferida.

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente, mangás não me atraem, já tentei, mas não dá haha.
    Infelizmente vou deixar essa dica passar...
    Beijos

    blog-myselfhere.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oiiii
    Nunca li mangas. Mas já li muitas resenhas positivas sobre diversos mangás. E assim, como essa, acho as histórias interessantes. Acho que se um dia tiver oportunidade lerei algum!
    Bjus

    ResponderExcluir
  4. Não lido com mangás, realmente não gosto, mas vou indicá-lo pra uma amiga que adora!

    P.S.: Teu blog é muito bonito, hein!

    ;*

    ResponderExcluir
  5. Oiiii
    Eu nunca li nenhum mangá e não sei se eu me daria bem, mas esse parece ser muito bom. Mas não vou começar por esse já que não tem todos, vai que me apaixono também e acabe na ansiedade que nem tu pelos próximos kkkk

    Beijos
    http://www.sacudindoaspalavras.com.br/

    ResponderExcluir