23 fevereiro 2016

Resenha: Man Repeller - Leandra Medine.

 Man Repeller -A divertida moda que espanta os homens.
Autor (a): Leandra Medine
Páginas:256
Editora: Novas Ideias
Nota: 4.5/5
Compre: Amazon l Submarino l Saraiva
 
 Em seu primeiro livro, a badalada blogueira e queridinha do mundo fashion conta suas divertidas memórias. Com jeito insolente, uma franqueza desconcertante e fotos de seu arquivo pessoal, Leandra compartilha detalhes da noite em que perdeu a virgindade, quando esqueceu de tirar as meias soquetes brancas, e descreve o momento em que percebeu que a clutch Hermès vintage da sua avó, feita de pele de avestruz, poderia guardar muito mais do que a chave e o celular. Leandra é a prova de que não precisamos trair nosso estilo repelente nem mesmo ao procurar o vestido de noiva (que pode ser muito bem ser combinado com uma jaquetinha perfecto de organza).
Exibindo as opiniões originalíssimas de uma blogueira que ganhou milhões de fãs, este livro reúne experiências divertidas e meio bizarras, uma história amor superdoce e, acima de tudo, um lembrete para celebrarmos um mundo que é feito pelas mulheres e para as mulheres.


Esse livro foi adquirido ao acaso, uma vez que nem sequer se passava na minha mente sua existência, que dirá que haveria críticas sobre ele, mas olhe só o meu espanto quando me deparei com o fato de que é um livro muito famoso no exterior, que não é um chicklit - como a capa nos remete - e sim um livro de crônicas (?) sobre uma blogueira de moda badaladíssima nas passarelas por aí.

Eu logo me assustei, pensando que as histórias iam ser só sobre moda, vista sobre um conceito de uma pessoa fútil, ledo engano esse meu! No livro, Leandra traz acontecimentos da sua vida relacionados a peças de roupas específicas e como aquela situação influenciou a construção do seu caráter. Não se deixe enganar por essa capa, a autora é jornalista de moda formada na New School e escreve brilhantemente bem, de forma simples, ácida e bem-humorada, ela esmiúça fatos da própria vida como se ela fosse sua amiga intima e estivesse te contando uma coisa natural, mas muito engraçada.

Ao longo dos capítulos, percebemos a evolução de Leandra, tanto no que diz respeito a formação de sua identidade, como seu envolvimento com a moda. Para ela, a moda não é só o que se veste, mas o que te faz bem ao vestir, desde a peça mais humilde a mais excêntrica. Assim, entendemos que a moda é um paralelo na vida de Leandra para demarcar suas conquistas e acontecimentos importantes, como em "A meia Branca", que retrata o evento em que perdeu sua virgindade, e em "O smoking canadense", quando ela se descobre uma Man Repeller.

Assim, os textos reproduzidos no livro são remanescentes de seu blog, com o mesmo nome, no qual ela faz postagens sobre diversos assuntos, principalmente moda!, e comenta sobre sua vida esporadicamente. O nome do blog surgiu quando a autora percebeu que tem um estilo próprio, e um tanto extravagante, que de certa forma, "repele" os homens, na maioria os que não estão acostumados com alguém tão seguro de si capaz de expressar isso através das roupas. Mesmo depois da real constatação de que suas roupas funcionavam com repelente, ela enxergou que alguém que não entende seu jeito de vestir e, consequentemente, não a enxerga como ela realmente é, não merece ser levado a sério.

É irritante, embora intimidador, pensar no controle que temos sobre a nossa vida. Mas compreender e valorizar isso - tratando-o como a entidade poderosa que é - é a chave para satisfação.Pág: 231

Quanto à estética do livro, acho que a capa desvirtua um pouco o que ele realmente expressa, e fiquei triste porque as fotos são em preto e branco, e ainda não sei como um livro tão famoso lá fora não fez sucesso aqui, tendo em vista que ele é muito bom.

Por fim, é um livro muito bom aos adeptos de crônicas e pequenas aventuras reais. Pode-se afirmar que aquilo que Leandra sente por roupas, a gente sente pelos livros. De certa forma, os livros construíram minha personalidade e me ajudaram ao longo do caminho de uma maneira ou de outra.

 Mais textos da autora podem ser encontrados em Man Repeller .

Espero que vocês tenham gostado, até mais.


Melissa.

9 comentários:

  1. Adorei a resenha e achei a capa muito bonita. Quero muito ler este livro porque ele nos mostra que você não precisa ser perfeito para ser feliz você simplesmente tem que gostar de si mesmo. Adorei!
    TAG | Venha o Diabo e Escolha!, arafaelagodoy.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Melissa, mesmo lendo a sinopse e a sua resenha a historia não me chamou a atenção, o gênero do livro não é o que eu costumo ler bjs.

    ResponderExcluir
  3. Já tinha visto esse livro, antes mas na época não me interessei em pesquisar. Gostei muito da premissa, parece bem divertido.
    Amei a resenha, muito bem escrita =]

    ❥Blog:Gordices Literárias

    ResponderExcluir
  4. A capa é top, só que não costumo ler esse tipo de livro de crônicas!
    bjus

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Estou com esse livro para ler e ainda não tinha lido nada em relação a ele e lendo a resenha fiquei muito curiosa para ler ele me surpreendeu positivamento pois não achava que serie um livro de crônica !!

    ResponderExcluir
  6. Já ouvi falar desse livro, tenho um marcador dele rsrs e também pensei que fosse um chicklit. Não imaginava que fosse um livro de crônicas sobre a vida de uma blogueira. E agora fiquei bastante curiosa para lê-lo.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  7. Não li nada da autora, mas fiquei curiosa com essa historia, me imaginei no lugar dela, mas como voce disse com livros!

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia esse livro nem a autora, mas até que achei a sinopse interessante. Apesar de tudo parece um livro que você já sabe todos os detalhes que vão acontecer. Gostei do quote.

    ResponderExcluir