16 dezembro 2015

16 autoras brasileiras pra conhecer e amar.

Oi, minha gente, como vai?

Passando nesse finalzinho de ano pra divulgar essa listinha cheia de ~~~amor~~~ e de autoras maravilhosas que talvez alguns de vocês ainda não tiveram o prazer de conhecer. Pra dizer também que literatura nacional é boa, ótima, sensacional, como literatura é em qualquer canto e qualquer lugar. Então abram os corações agora:

Obs.: Fiz a lista em ordem alfabética por motivos de não ter uma melhor, todas, a meu ver, escrevem muito bem.


Babi DewetÉ formada em cinema e começou sua carreira escrevendo fanfics do Mc Fly, viciada em cultura pop coreana, música e literatura, a autora de escrita delicada e poética procura através de seus textos expressar emoções, sensações e melodias. Ainda não li muito dos seus escritos, mas pelo que eu vi tem tudo pra eu amar e  gastar todo o meu dinheiro com seus livros. Gente como a gente, Babi é viciada em séries e não vive sem um bom livro. Livros Publicados: Sábado a noite (série); Um dia das bruxas nem um pouco épico; Um ano inesquecível; Mc Fly.




    BrunaVieira: Se você ainda não conhece a Bruna (íntimas hauahau), não sei em que caverna você vive (sério!). Conheci Bruna através do blog Depois dos Quinze, assim como muita gente, quando lia seus textos numa madrugada amargurada qualquer da minha adolescência (sou dramática sim!) e me encantei. Ela conseguia traduzir aqueles sentimentos que não cabiam em palavras, desse jeito Bruna foi ficando minha amiga e cresceu comigo. Hoje, depois de 7 anos e 7 livros publicados, ela não fica devendo em conhecimento e escrita a ninguém. Começou sua carreira escrevendo crônicas sobre amor, vida e outras coisas, e é nesse gênero que ela se destaca. Mas também escreveu romances e contos, e por eles dá pra ver o quanto sua escrita evoluiu e amadureceu. Bruna é verdadeira e sincera, começou de pouquinho e conquistou o mundo. Livros Publicados: Depois dos Quinze, A menina que colecionava borboletas, Eu não sei nada sobre o amor (Crônicas); De volta aos Quinze e De volta aos sonhos - Série Meu Primeiro Blog; Um ano inesquecível; Quando tudo começou - Bruna Vieira em quadrinhos.


Carina Rissi: não se assuste com o tamanho do livro, porque você fica tão absorto na história que nem vê o tempo passar. A autora também me conquistou num acaso, confesso que comprei o livro pela capa e não me arrependi, porque cada minuto lendo o livro me dava mais e mais vontade de continuar e não parar até que não houvesse mais nenhuma palavra que pudesse ser lida. As histórias de Carina são bem amarradas, e os diálogos são simples, apesar de profundos. Os livros da autora são mais voltados pra o público entre os 20 e 30 anos, mas eu podia ter lido na escola e me apaixonado por Ian, ops pera por sua escrita digna de Contos de Fadas Modernos. Os livros da autora geralmente trazem personagens fortes, complicadas e engraçadas. Impossível não se identificar com algum deles. Carina é um achado! Livros Publicados: Perdida, Encontrada e Destinado; Procura-se um marido e Mentira Perfeita; No mundo da Luna; O livro dos Vilões.


Carolina Munhóz: a autora de livros com capas maravilhosas em alto-relevo e geralmente cabelos ruivos, é considerada pelas grandes mídias, escritas e televisionadas, como sendo referência na literatura jovem e campeã de vendas, já teve seus escritos apontados como best-sellers. Carolina ama fadas e mundos encantados, também adoro viajar e, claro, escrever livros. Já ganhou diversos prêmios de literatura, tanto nacionais como internacionais. É integrante do do Potterish, colunista do Spring Teen e participa do RapaduraCast. Juntamente com Sophia Abrahão lançou o livro “O Reino das Vozes Que Não se Calam” pela editora Rocco e ficou nove meses entre os autores nacionais mais vendidos. Livros Publicados: O reino das vozes que não se calam, O mundo das vozes silenciadas e O reino secreto; A fada, Feérica, O inverno das fadas; Fui uma boa menina?; Por um toque de ouro.


Clarissa Côrrea: é uma escritora amorzinho que eu descobri nas minhas madrugadas insones da adolescência. Clarissa é exagerada, ao passo que é também discreta e contida. Grita o sentimento pra o mundo e rasga o peito, ao mesmo tempo que dá vontade de chorar lembrando do passado e comendo uma barra de chocolate. Publiquei muitas das frases da autora no meu finado fotolog (sou velha assim) e aos poucos fui descobrindo a maestria de seus textos, primeiro através do blog em que escreve crônicas e posteriormente lendo seus livros (que eu demorei muito pra adquirir, porque sempre estavam esgotados). Só sei que seus textos tocam e dilaceram a alma, são cabíveis em quase todos os momentos da vida e valem a pena ser lidos. Livros Publicados: Para todos os amores errados; Um pouco além do resto e Um pouco do resto; O amor é poá; Tudo que se perde, tudo que se ganha.
 

Dayse Dantas: o livro da autora com uma capa jovem e descolada foi o melhor presente que eu já ganhei, porque não tem coisa melhor do que "descobrir um autor novo" e bom, isso é muito importante. Nada Dramática ganhou meu coração desde o título e até hoje espero uma continuação. Fiquei triste quando descobri que uma autora tão boa não tinha outros livros publicados, um talento como esse tem que ser compartilhado com o mundo. O único livro que eu li da autora publicado samba de salto quinze e arrasa quarteirão. Mas do que uma descrição, isso aqui é uma pedido de uma fã louca e viciada, POR FAVOR PUBLIQUEM DAYSE DANTAS! Depois dessa exasperação toda, só uma última coisa, a autora é professora de inglês e participa da equipe de colaboradores no site Nem um pouco Épico. Livros Publicados: Nada Dramática


Fernanda Nia: meu primeiro contato com a autora foi através das redes sociais, em que eu via de vez em quando uma tirinha engraçada e fofa com a qual eu me identificava totalmente. A autora fala de temas cotidianos e atuais, desde coisas pequenas até manifestações da cultura pop. Suas tirinhas são engraçadas sem ser pedantes, o traço é delicado e fofo e seu trabalho foi publicado pela editora Nemo em 2014. Em Como eu realmente, a autora coloca equipara os dilemas que se passam por dentro e só a gente sabe com aquelas que realmente acontecem, as expectativas e frustrações, a realidade e a fantasia. Só sei que suas tirinhas têm o poder de alegrar o meu dia, e sempre que eu posso me aventuro com A Mulher Bolinho e o Sr. Garrinhas. Foi amor a primeira lida. Livros Publicados: Como eu realmente 1 e 2.



Jana Rosa e Camila Fremderpense em uma duas pessoas engraçadas, ~~descoladas~~ e com uma mão cheia pra escrever sobre "problemas" da vida adulta e como  não se importar com coisas que não valem a pena. As autoras escreveram dois livros juntas, inclusive o segundo eu tô doida pra ler, e me fizeram gargalhar em lugares e momentos inapropriados hauaha. Em nenhuma parte o texto se caracteriza como um manual e regras impostas, as autoras falam normalmente sobre suas próprias experiências com um "leve" toque de ironia e desapego, o que pode para estranho para muitos, mas que me fez adorar a escrita. Não sou ninguém para dizer em que categoria o livro entraria, mas acredito que sejam crônicas ou algo do tipo e também que as autoras deveriam escrever mais livros, por favor!! Livros Publicados: Como ter uma vida normal sendo louca; Emfim, 30.


Laura Conrado: conheci a autora assistindo canais literários no youtube sobre a Bienal, e lá aparece ela divulgando seu livro Quando Saturno Voltar, me interessei na hora. Ainda não li, mas estou ansiosa esperando ele chegar hihi, o livro é um chick-lit (fico feliz que esse gênero tenha se desenvolvido tanto no país), traz a história de Luna e  narra várias aventuras da personagem com um quê de astrologia. A autora foi ganhadora do Prêmio Jovem Brasileiro como destaque na Literatura em 2012. É jornalista e faz vários eventos literários pelo país, tem outros livros publicados pela Editora Novo Século, inclusive do sucesso Freud, Me Tira Dessa! (Novo Século, 2012), considerado o melhor chick-lit nacional de 2012 pela votação popular do Destaques Literários. Livros Publicados: Freud, Me Tira Dessa!; Só Gosto De Cara Errado; Freud, Me Segura Nessa!; Quando Saturno voltar



Luiza Trigo: adora viajar, tirar fotos e escrever.filhas de artistas, Lully começou sua vida no tablado, estudou cinema e resolveu trabalhar por trás das câmeras. Escreveu seu primeiro livro, Carnaval, em 2012 e publicou pela Editora Rocco. Depois desse não parou, escreveu mais 4 livros e suas conquistas só aumentaram. A autora de jeito meigo e cabelos coloridos que nem arco-íris escreve sobre adolescência e escolhas, mas também dá um toque de realidade aos seus próprios mundos imaginários. Se eu pudesse, compraria todos os seus livros agora, só pra poder olhar suas capas lindas na minha estante. Seus livros nós dão vontade de voltar no passado e colorir tudo de alegria. Livros Publicados: Carnaval; A Caixinha Mágica; As Valentinas; Meus 15 Anos; Na Porta Ao Lado.



Lycia Barros: conheci a autora através de um livro que ganhei do meu namo, ele comprou porque achou minha cara e não poderia estar mais certo. O livro foi uma descoberta, acabei lendo ele em uma noite. É uma história que a gente se identifica, sabe?! Uma narrativa profunda e delicada, com problemas que podem acontecer a qualquer um. Li só um livro da autora O que eu quero pra mim e quero ler todos os outros. Na vontade de conhecer a autora, acabei descobrindo que ela já ganhou vários prêmios e teve suas obras traduzidas para outros países. Tem 11 livros publicados pelas editoras Novo Século, Autêntica, Seleções e Arqueiro. Atualmente dá palestras e ministra cursos, além de escrever livros maravilhosos. Livros Publicados: O que eu quero pra mim; Perdido sem você, A garota do outro lado da rua; Uma herança de amor; Entre a mente e o coração.


 
Marina Carvalho: é professora, jornalista e escritora. Tem na escrita uma das maiores alegrias, passeia sobre todos os gêneros literários com sabedoria e adora um Happy End. Lê de tudo um pouco e leciona tudo aquilo que aprendeu nos livros com maestria aos seus alunos, fazendo-os entender os mistérios, fantasias e desventuras de uma bom romance. Se destaca em todos os gêneros em que escreve, atualmente tem 4 livros publicados pela Editora Novo Conceito e uma carreira que só tende a crescer. Livros Publicados: De repente, Ana!; Simplesmente Ana; Azul da cor do mar; Ela é uma Fera.




Paula Pimenta: bem, eu conheci a Paula sem querer e acabei me apaixonando pela escrita fácil e tão tocante dela, a autora sabe como criar uma atmosfera que leve a gente pra dentro da história e também faz com que a gente anseie por mais, é uma forma de prender o leitor sem usar artifícios estrambólicos. Ela simplesmente tem tato, sabe o que cabe e em que momento. Paula é uma escritora nata e tem muitos livros publicados pela Editora Gutemberg, e tem suas histórias traduzidas em mais de 3 países. A mineirinha de jeito simples que conquistou o mundo através da suas palavras também escreveu crônicas e faz muitas parcerias literárias, é apaixonada por princesas e de vez em quando arrisca na música. Uma pessoa com mil talentos. Livros Publicados: Série Fazendo meu Filme 1 (A estreia de Fani), 2 (Fani na Terra da Rainha), 3 (O roteiro inesperado de Fani) e 4 ( Fani em busca do Final Feliz); Confissão - Poemas; Minha vida fora de série 1ª , 2ª e 3ª temporadas; Apaixonada por Palavras e Apaixonada por Histórias; O livro das Princesas, Princesa Adormecida, Cinderela Pop; Acaba não, Mundo; Um ano inesquecível; Fazendo meu filme em quadrinhos 1 e 2.


Simone Taietti: assim como muitas autoras daqui citadas, descobri Simone por acaso, quando comprei seu livro num impulso daquelas promoções loucas que aparecem de vez em quando, e não me arrependi. Fiquei ainda mais surpresa e feliz quando soube que a autora tinha a minha idade, cursava Direito e adorava ler, me identifiquei completamente, quis ser amiga dela no recreio hauahaua. Brincadeiras a parte, em Uma vida para Sempre, a autora nos faz pensar na dicotomia VIDAxMORTE de uma forma singela e bela, com uma narrativa tocante, sensível e profunda, nós conhecemos Ethel, seus dilemas, seus momentos de alegria e tristeza, e percebemos como a existência de alguém especial pode mudar a vida de tantas pessoas. É um livro narrado em primeira pessoa, através de um diário da personagem. Uma coisa que me surpreendeu foi a escrita, como no mundo de hoje cheio de maneirismos e "facilidades" uma pessoa consegue expressar através de um léxico arraigado a beleza da nossa língua portuguesa, além de que a autora já ganhou vários prêmios, entre eles o 7° Prêmio “Construindo a Igualdade de Gênero”, na categoria estudante de Ensino Médio, concorrendo com 3.375 outros textos, em 2011. Simone Taietti publicou seu primeiro livro pelo selo Novos Talentos da Literatura da Editora Novo Século, e esperamos que publique muito mais! Livros Publicados: Uma vida para sempre



 Thalita Rebouças: de escrita fácil e descontraída, a autora sabe como ninguém falar com os jovens sobre temas importantes de um jeito leve. Sempre malevolente e engraçada, a autora carioca já escreveu e publicou diversos livros, sendo a autora que mais vende em sua categoria no país. Sempre simpática e alto-astral, a autora faz questão de manter contato com os leitores, e entre uma feira literária e outra, pode-se ver Thalita gargalhando, tirando uma selfie e dando autógrafos. Os livros já fizeram a autora conquistar fama internacional, e se aventurar na Tv, Teatro e Quadrinhos. Thalita é multifuncional e suas ideias são criativas demais para que ela fique parada, aqui/ali a autora está inventando moda, lançando tendências e conquistando a todos com seu carisma. Livros Publicados: 360 dias de sucesso; Um ano inesquecível; Por que só as princesas se dão bem?; Ela disse, ele disse; Traição entre amigas, Série Fala sério!; Adultos sem filtro; Uma fada veio me visitar.


No meu entendimento, deve-se quebrar esse paradigma de que literatura brasileira é chata e sem graça, muito pelo contrário, literatura é boa, seja qual for sua nacionalidade, mas valorizar sua cultura é de extrema importância também. Assim, como existem autores internacionais de sucesso, nós temos os nossos aqui, que também já se aventuraram no exterior, mas às vezes não são conhecidos na sua própria terra, vamos mudar essa realidade. Vamos procurar conhecer um pouco de tudo e descobrir quão maravilhosa e encantadora a literatura pode ser!

Vamos ler mais autoras e valorizar as mulheres que escrevem sobre elas, sobre a vida e sobre o mundo, seja o real ou inventado. As mulheres também precisam ser lidas e ouvidas, a literatura deve crescer também nesse aspecto.

A literatura que surgiu como uma forma de fugir do mundo, também pode ajudar a mudá-lo, construir pensamentos e desconstruir preconceitos. A literatura move a vida, e nós, como leitores que somos, devemos espalhar mais palavras por aí. Então, seja brasileira, americana, inglesa, africana, seja de gênero, de amor, de situações do dia-a-dia, seja técnica ou crônica, seja poema ou prosa, seja homem ou mulher, toda literatura deve ter seu lugar e deve ser observada por todas as perspectivas, porque cada livro nos molda e muda, nos faz seres humanos melhores e produz experiência.

É isso, espero que vocês tenham gostado da minha listinha despretensiosa e que tenham se identificado com muitas dessas autoras, e quem sabe até que passem a conhecê-las através dessa postagem. Tomara que vocês não tenham se cansado, me digam aí se existe alguma outra autora que vocês amam e quase ninguém conhece, vai que eu faça outra postagem como essa?!


Melissa.

5 comentários:

  1. Oláá
    Que belo post com lindas dicas, amo a Paula Pimenta e Bruna, quero mt ler a série da Babi e tenho o livro publicado pelas 3 junto com a Thalita, estou louca para ler. Carina é só amoooor

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também, quero ler muito a série Sábado a Noite, além de ser muito bem recomendada, quando eu li o conto da Babi em Um ano Inesquecível, não tive dúvidas.
      Recomendo muito também Um ano Inesquecível, todas as histórias são maravilhosas, não tem desequilíbrio, sabe?
      Carina dispensa apresentações né?! ~~só amor~~

      Obrigada pelo comentário, bjs :*

      Excluir
  2. Amo os autores nacionais!
    Dessas eu só li efetivamente Carina Rissi e Lycia Barros <3, mas tenho nos meus desejados livros da Laura Conrado, Clarissa Correa, Deise Dantas e Marina Carvalho *-*
    Post muito legal e vamos ler mais nacionais, minha gente!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Confesso que nunca li nenhum dos livros das autoras e também não tenho tanta curiosidade. Os gêneros que elas desenvolvem não me interessa tanto.
    Contudo, ainda assim, adorei a postagem. Sempre é bom conhecer melhor a literatura nacional.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do top comentarista de dezembro. Serão dois vencedores!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Adorei o post e conhecer autoras que eu ainda não conhecia!
    Beijos

    ResponderExcluir