Resenha: Dois Lados de um coração - Marcela de Luca

26 setembro 2015
Título: Dois Lados de um coração
Autora: Marcela de Luca
Editora: Arwen - Selo Literata
Lançamento: 2015
Nota: 4/5 estrelas

Dor. Nunca uma palavra fez tanto sentido na vida de Elizabeth Campbell. Quando a felicidade parece finalmente estar caminhando junto a ela, esse outro sentimento vem e toma o seu lugar. A tentativa de ser feliz novamente poderia ser conquistada se não fosse o fantasma de suas antigas dores que volta atormentá-la. Elizabeth jamais imaginou que a vida seria capaz de lhe tirar sem permissão a pessoa que ela mais amava. Após perder seus pais de maneiras diferentes, ela passou a acreditar que nunca mais passaria por algo parecido. A vida, no entanto, preparava-lhe uma surpresa em silêncio... Quando Campbell se vê presa dentro de si mesma, mergulhada em uma tristeza sem fim e incapaz de seguir em frente, Thomas Hunter, um rapaz que nunca acreditou no amor, tenta tirá-la do chão, embora ele também precise que alguém o tire de lá. Juntos, eles descobrem que são capazes de superar as perdas e frustrações que a vida lhes deu.

Oi gente, tudo bem? 

Nesse drama temos a história de Elizabeth Campbell que ao perder sua mãe de repente e ter sido deixada de lado por seu pai com apenas 18 anos, passou a desacreditar em muitas coisas mas ao conhecer Willian Hunter, pôde imaginar novamente um futuro feliz e cheio de esperanças. 
No entanto como a vida é cheia de surpresas, nem sempre boas, do dia para a noite ela se vê sem chão com a notícia que seu amado faleceu num acidente que sofreu junto a seu irmão gêmeo Thomas
Agora Elizabeth tenta encontrar uma maneira de suportar a dor (e superá-la) e seu cunhado tenta encontrar uma maneira de cumprir a promessa que fez ao seu irmão que pediu que cuidasse bem de Eliz a quem Tom acha muito irritante e impossível de lidar...então é a partir daí que toda a trama toma um rumo.

O Dois Lados de um coração é o livro de estréia da escritora Marcela de Luca e tenho que dizer que para um livro de estréia ela acertou bem a mão.

A história é bem dramática, temos os personagens passando por um momento muito difícil e achei que todas essas passagens foram muito bem descritas. A narração é em terceira pessoa e mostra os pontos de vista de Elizabeth e de Thomas, não há uma ordem certa de quando eles aparecem mas isso não torna o texto confuso em momento algum.

Também ao poucos, no desenrolar da trama a autora foi esclarecendo alguns pontos obscuros como o início da relação de Eliz e Tom e os porquês da implicância de um com o outro. 
O passado de Eliz: a morte de sua mãe, a explicação para seu pai ter ido embora e também sua relação com Will. Isso vai sendo mostrado em flashes durante vários períodos como se fossem lembranças da protagonista.

Gostei da maneira como os personagens foram desenvolvidos e por mais que tenha implicado um pouco com a protagonista por ela ser muito indecisa as vezes, eu tentei entendê-la.
A parte que eu mais curti foi um momento em que ela fez uma viagem para a Itália, essa parte é simplesmente deliciosa por causa das descrições da Toscana! 

O único ponto que achei negativo, foi que a escritora ao se referir aos personagens usava muito seus atributos físicos como "o loiro", "a morena", "o ruivo", "a dona dos olhos escuros" e achei isso bem irritante depois de algumas páginas porque ao meu ver isso tornou o texto meio repetitivo.

Por fim, a história foi bem desenvolvida e bem finalizada. Há muitas reviravoltas (grandes reviravoltas) mas foi tudo muito bem pesado e nada fica sem explicação.

Até a próxima!

Tamara.

2 comentários:

  1. eu também me irrito com isso, mas gostei muito da sua opinião

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que curtiu a opinião Letícia ^^ volte sempre!

      :*

      Excluir