14 março 2015

Resenha: Dark House - Karina Halle.


 Título: Dark House.
Autor: Karina Halle.
Série: Experimente o Terror.
Editora: Única.
Páginas: 352.
Gênero: Ficção. Terror. Suspense. Romance.
Classificação: 5/5 <3
Compre: Submarino | Saraiva | Editora
*Post válido para o Top Comentarista de Março.* 


Há sempre algo fora do normal em Perry Palomino. Embora ela esteja vivendo uma crise ao passar pela síndrome pós-faculdade, assim como qualquer garota de vinte e poucos anos, ela não é o que chamaríamos de comum. Perry possui um passado que prefere ignorar, e há também o fato de que ela consegue ver fantasmas. Tudo isso vem a calhar quando se depara com Dex Foray, um excêntrico produtor que está trabalhando em um webcast sobre caçadores de fantasmas. Dex, que se revela um enigma enlouquecedor, arrasta Perry para um mundo que a seduz e ameaça sua vida. O farol de seu tio é pano de fundo de um mistério terrível, que ameaça a sanidade da moça e faz com que ela se apaixone por um homem que, como o mais perigoso dos fantasmas, pode não ser o que parece.



Oi, gente! Vocês viram que ali em cima em "gênero" está escrito "terror"? Pois é, nunca imaginei que eu iria ler um livro com essa classificação, mas graças à Ize (colaboradora aqui do blog) eu solicitei o livro à editora. E, felizmente, não me arrependi. O livro é ótimo e me fez querer ler outros do gênero.

Dark House nos traz Perry Palomino, uma jovem de 22 anos, que cursou publicidade, mas é recepcionista em uma grande empresa e ainda mora com os pais e a irmã, Ada. Ela não gosta da vida que leva, pensa que ainda não "se encontrou", mas não faz ideia de que caminho seguir. Enquanto Ada é bonita e loira - inclusive tem um blog de moda - Perry é morena e gosta de coturnos, camisas de rock e all star.

Tudo começa quando a família de Perry vai passar o final de semana na casa de um tio, que tem uma grande propriedade na beira da praia. Tio Al tem dois filhos: Tony e Matt, gêmeos encrenqueiros. Os gêmeos decidem fazer uma fogueira na beira da praia e convidam as meninas. Depois de certo tempo, Perry decide dar uma volta e acaba indo até o sinistro farol que há na propriedade. Fingindo estar em uma cena de um filme do Bruce Willis, ela arromba a janela do farol e o adentra. Terror à parte, lá dentro ela encontra Dex Foray, um homem que, simplesmente, desaparece depois que os primos dela a encontram no farol.

Perry tem pesadelos à noite, assim como tinha vários amigos imaginários quando criança. Esses e outros fatores nos dão a entender que ela vê pessoas mortas, embora ela não saiba disso.

Entrei no saguão e esperei o elevador. Enquanto estava nos ladrilhos frios e duros, senti a presença de alguém atrás de mim. Entranho, eu não havia visto ninguém quando entrei, nem ouvi a porta se abrir ou fechar atrás de mim.

Quando chega em casa, Ada fica gripada e pede que Perry poste qualquer coisa em seu blog para que ele não fique às moscas. Sem ter assunto melhor, Perry posta um vídeo sobre sua aventura no farol durante o fim de semana. Esse post se torna o mais visualizado e recebe mais comentários que qualquer outro. Assim, Dex Foray acaba ligando para Perry e contando que ele quer fazer um programa de TV e precisa da ajuda dela.

Gente, esse é um livro MUITO bom! Por ter um pouco de terror no livro e por ele ser narrado em primeira pessoa, não parecia ser o tipo de livro que me conquistaria, mas conquistou, me prendeu e conseguiu me fazer lê-lo à noite (claro que fiquei com um pouco de medo depois).

O que mais gostei no livro foi a protagonista, Perry, principalmente o fato dela ser maior de idade (cansei de protagonistas adolescentes), o fato dela não ser um modelo de beleza e o fato de sermos parecidas. Isso fez com que eu me identificasse demais com a Perry. Nós duas temos 22 anos, somos baixinhas (1,58m), nós duas ficamos enjoadas ao ler em veículos em movimento, nós duas ainda não nos encontramos como pessoas (o que quero fazer? Que profissão terei? No que sou realmente boa?), nós duas temos imaginação muito fértil, somos medrosas, mas quando ouvimos um barulho vamos, corajosamente, ver do que se trata, nós duas temos irmãs mais novas que são mais populares que a gente e várias outras características em comum. Além disso, o livro também tem um certo humor ácido que fez com que eu me divertisse com a leitura.

Cresci sentindo sempre que eu era especial, como se fosse destinada a fazer algo de fato incrível com minha vida e ter impacto na das pessoas.

Outro fator importante, foi o modo como a autora nos ambientou na história. Eu, quase, poderia dizer que esse é um livro introdutório, já que Perry e a vida dela são bem explicados (sem ficar monótono) e várias coisas são deixadas para um próximo livro. Inclusive o relacionamento com Dex. Em Dark House, Perry começa sim a gostar dele, mas o relacionamento não vinga, embora eu tenha certeza que isso acontecerá futuramente. Mas, gostei da autora não ter tentando nos forçar um romance goela baixo. Afinal, cada coisa tem seu tempo e eles haviam acabado de se conhecer.

Quando chegou na parte em que Dex liga para perguntar sobre o programa de TV, achei que o livro estivesse indo na direção errada, mas, felizmente, a autora soube dar um bom rumo na narrativa e nos levou novamente ao farol.

O livro deixa, claramente, várias dúvidas no ar, e vocês sabem que eu adoro um mistério. Eu queria muito saber o que havia no farol, por quê Perry sonhava com ele, quem era a mulher velha que aparecia para a protagonista... Fiquei louca para ler os outros livros da série, foi então que descobri que "Experimente o terror" é uma série com nove livros (sim, nove), mas apenas esse primeiro é publicado aqui no Brasil. Então, imploro à Única Editora que nos traga o resto da série!

Achei que o mistério do farol poderia ter sido completamente resolvido neste livro e no próximo aparecesse um mistério novo para ser desvendado. Mas, aí eu já estaria pedindo demais, já que o livro já havia excedido minhas expectativas.

Quanto à capa e à diagramação, acho que a editora fez um bom trabalho. A capa pode não chamar tanto assim a atenção de alguns leitores, mas combina com o livro e eu achei ela muito bonita.

Concluindo, Dark House foi, até agora, a melhor leitura do ano e eu pretendo sim ler os outros livros da série. Acho que não importa se você não curte muito livros de terror, eu também não e mesmo assim a leitura foi fantástica pra mim. Então, deem uma chance!

Super beijos <3

*Post Válido para o Top Comentarista de Março*



15 comentários:

  1. Confesso que quando li terror pensei: esse livro não é para mim, mas fui lendo a resenha e aprendendo mais sobre a história e me apaixonei, preciso desse livro, preciso conhecer a história, porém não acho que irei ler ele a noite.. Me falta coragem para isso kk Mas definitivamente quero o livro e conhecer a Perry e é claro torcer pelo romance, mas 9 livros? Assim vou a falência, me junto ao seu pedido: Editora Única lança os próximos !!! <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oii Ro, tudo bem??? Eu tenho muita vontade de ler esse livro :P e depois da resenha, fiquei mais curiosa, heheh
    Confesso que sou super medrosa, quando o assunto é filmes, Mas livros, eu leio bem tranquila até, hehehhe
    Fico feliz que tenha gostado e se surpreendido. Isso é tão bom né???
    Beijooooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. SENHOR! Amo terror e já estava louco poor esse livro pela capa. Sua resenha ficou demais! Me deixou super curioso! Adoro histórias com fantasmas *-*

    Vou tentar comprar o meu o mais rápido possivel! Essa primeira quote não foi animadora... estou sozinho em casa e senti uma presença ._. "Curuzes!"

    Bjs!

    http://leiturasilenciosaoficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Roberta, eu quase pedi esse livro pra editora, mas aí, como eu não sabia nada sobre ele, fui ver algumas avaliações no Skoob. Não vi muita gente empolgada e acabei não me animando também. Sua resenha foi legal e me fez querer repensar sobre ler.
    Vamos ver o que resolvo.

    Beijo grande!

    www.oblogdasan.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandra, eu percebi que o livro divide as pessoas. Metade das pessoas que o leram, adoraram e a outra metade não gostaram, rs. Mas, a minha opinião está dada, adorei o livro! Mas, entendo que pode ser porque talvez eu não estava esperando nada dele. Beijos <3

      Excluir
  5. Olá!
    Adorei a resenha e a premissa do livro!
    Adoooro histórias de terror/suspense/mistério. Fazia tempo que não lia nada do gênero, então comecei um livro de contos do Fábio Yabu. E agora Dark House tá anotado!
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Adorei a resenha e a premissa do livro!
    Adoooro histórias de terror/suspense/mistério. Fazia tempo que não lia nada do gênero, então comecei um livro de contos do Fábio Yabu. E agora Dark House tá anotado!
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Adorei a resenha e a premissa do livro!
    Adoooro histórias de terror/suspense/mistério. Fazia tempo que não lia nada do gênero, então comecei um livro de contos do Fábio Yabu. E agora Dark House tá anotado!
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  8. Tenho bastante vontade de ler o livro, apesar de ainda não ter lido nenhum lviro do gênero. Gosto bastante de filmes assim, acho que vou gostar de lê-los também.
    Tudo que Motiva

    ResponderExcluir
  9. É tão bom quando nos identificamos com a protagonista, isso faz o enredo correr mais rápido e ser envolvente. Lembro de quando esse livro foi lançado e as resenhas que saíram sobre ele serem positivas, até fiquei com vontade de ler, mas o gênero suspense não faz a minha. :/

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bom?
    Eu tinha vontade de ler esse livro porque achava que era um romance policial, mas ver que é de terror me desanimou e que tem nove livros me desanimou mais ainda haha eu não sei se eu vou gostar igual a você, sou muito medrosa também por isso evito esse gênero hahaha entretanto fiquei curiosa para saber o que tem no farol e quem era a mulher velha! kkkkkk essa capa é lindíssima!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Eu curti muito o livro também. Mas ao contrário de você eu achei a capa chamativa. Só tive uma relação confusa com Dex, ele é aquele personagem que as vezes me da vontade de dar um bom chute (antigamente eu distribuía chutes por aí, não me conheceu nessa época haha, ele faz ressurgir a vontade).
    Estou ansiosa pelo próximo também!

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Adorei a resenha, varias coisas me fizeram gostar de "Dark House" me pareceu muito envolvente, e adoro livro com um bom mistério também não gosto de terror esse e um gênero do qual corro mas o livro me deixou muito interessado achei legal a autora conseguir colocar um romance mesmo que seja só uma possibilidade e a capa esta simplesmente linda !!!

    ResponderExcluir
  13. Jà avia visto esse livro em algum lugar, mas nunca avia lido uma resenha sobre ele, até porque não fico muito tempo na internet. Bom apesar de não curti muito livros relacionados ao gênero terror irei com certeza ler esse livro, pois parece bastante envolvente e super interessante. Tomara que a Única lance os outros volumes logo no brasil, torcendo para que isso aconteça!

    ResponderExcluir
  14. Desde o lançamento do livro fique muito curioso em relação a obra, e após a sua resenha a curiosidade apenas aumentou em 1001%. Terror é um dos gêneros que eu mais gosto de ler, e me prende nas primeiras páginas, e principalmente quando os protagonistas são legais, o que parece que acontece com esse livro.

    Adorei a resenha, beijos.

    ResponderExcluir