04 fevereiro 2015

Resenha: Nick & Norah - David Levithan e Rachel Cohn



Título: Nick & Norah – uma noite de amor e música
Autores: David Levithan e Rachel Cohn
Editora: Galera Record
Lançamento: 2009
Nota: 5/5 estrelas

Tudo começa quando Nick pede a Norah para fingir ser sua namorada por 5 minutos. É o tempo de que ele precisa para evitar a árdua (e dolorosa) tarefa de encarar a ex-namorada, que acaba de chegar (acompanhada) para assistir ao seu show. Também vagando pela terra dos corações partidos, Norah aceita. Que mal podia haver nisso?
E é isso. Um único beijo basta para levar Nick e Norah por uma aventura pelos bastidores de Nova York — em um encontro repleto de alegria, ansiedade, confusão e entusiasmo, como de e ser a primeira vez.Aparentemente sem nada em comum a não ser o gosto musical. O encontro casual os leva por uma noite interminável e surpreendente em busca do lugar onde está rolando um show secreto de uma banda lendária, alternando as vozes de Nick e Norah, David Levithan e Rachel Cohn assinam um romance divertido, elétrico e sexy sobre música, paixão e adolescência.

 
Olá pessoas!

Hoje e a resenha da vez é de um livro que deveria ter ficado famoso se a publicidade fosse bem aproveitada. Mas, apesar de não ter sido visto nas livrarias, merece 5 estrelas ;)

Eu adoro David Levithan desde que li “Will & Will”, uma obra dele com John Green. Quem já leu essa obra e não gostou por conta dos palavrões, aviso: passe longe. Da mesma forma como notei quem era JG no W&W, pude perceber que escrever palavrão na boca de adolescentes é quem David Levithan é; ele gosta de colocar essa realidade, sem fingir de politicamente correto na literatura.

O livro é punk. Não, não estou dizendo isso como adjetivo, mas de forma literal: tanto Nick quanto Norah curtem o movimento punk, e o leitor muitas vezes pode se ver perdido na quantidade de referências musicais. Eu me considerava punk na minha adolescência, com roupas pretas, spikes e ouvindo Nirvana e Pearl Jeam, mas N&N me fizeram sentir-me uma Barbie patricinha que não sabia de nada. Logo, se você tem um gosto musical de extremo oposto (samba, pagode), dificilmente compreenderá boa parte do livro xD

Nick teve um péssimo término de namoro, e ainda é apaixonado por Tris. Mas após três semanas, em pleno show da banda dele, su ex aparece – ainda por cima, acompanhada. Desesperado para não se sentir mais humilhado, ele vira para a garota ao lado e pede para que ela seja sua namorada por 5 minutos. Norah é uma garota judia e careta, como ela mesma se define. Quando um estranho, ainda que bonitinho, lhe pede pra ser sua falsa namorada, ela não está disposta a aceitar. Mas então ela vê Tris vindo em sua direção... Tris, sua pedra no sapato desde o sexto ano! Esperando desmotivá-la a não se falarem, ela aceita o pedido do estranho passando as mãos por seu pescoço e o beijando.

Sim, senhoras e senhores, Nick e Norah tem em comum a Tris, uma personagem muito peculiar. Ela é a vadia arrasadora de corações que deixou o Nick sofrendo, mas é uma garota única, algo que vamos percebendo ao longo do livro.

Eu adorei o livro por vários motivos. Não sei quem de vocês já leu ou ouviu falar de “Eleanor & Park”, da Raibow Rowell; mas, para todos os efeitos, seria o mesmo tipo de situação: um livro em que mostra um casal jovem se apaixonando. A diferença é: eu não gostei de E&P, pois achei o relacionamento falso. Já com Nick e Norah, senti algo mais verdadeiro, como se tudo que eles vivessem e sentissem pudesse mesmo acontecer. A confusão, o medo do novo, de confiar novamente... Aquele momento em que você não sabe o que o outro está pensando, e se estão realmente se dando bem ou se é fruto da própria imaginação...

Não sei se ainda me importo em deduzir se Nick é gay, hetero ou alguma coisa entre os dois. Estou pensando que gostaria de dançar na chuva com essa pessoa.
Eu gostaria de me deitar ao lado dele no escuro e vê-lo respirar, vê-lo dormir e me perguntar o que ele está sonhando e não sentir complexo de inferioridade se os sonhos dele não forem sobre mim.
Não sei se Nick e eu vamos ser amigos ou amantes, ou se ele será uma decepção além de tedioso, mas o que quer que Nick e eu venhamos a ser um para o outro, não pode ser – não ia ser – só uma ficada de uma noite.

Tudo que Nick e Norah sentem, nós já sentimos em algum momento. Somos seres confusos quando se trata de nos relacionar amorosamente, e o livro deixa isso bem explícito. Lógico, por ser David Levithan, não espere nada normal: temos um bar que realiza show punks além de ser ter shows eróticos com travestis vestidos de freiras e fazendo uma adaptação de “A Noviça Rebelde” (?!). Sim, nada do cenário do livro é muito normal rs

Não esperem cenas inocentes de casais que só dão as mãos, também; podem ser adolescentes, mas David Levithan retrata os da época atual, que, sinto muito, não são tão inocentes assim xD

Enfim, eu amei o livro, e torcia feito louca pra que o casal desse certo. O final ficou meio em aberto, mas mostrando a direção que foi tomada, o que já foi bom. Então, se você curte ou simpatiza com o punk, não é homofóbico (há muitos gays legais nesse livro!) e não tem problemas com palavrões, possivelmente irá adorar tanto quanto eu :)

E uma curiosidade: existe um filme produzido em 2008, com base nesse livro. Obviamente, vou assistir ainda essa semana :3

Até logo! o/



Izandra.



27 comentários:

  1. COMOASSIM O LEVITHAN ESCREVEU ESSE LIVRO?

    Gente, eu amo esse filme e eu necessito comprar tudo desse autor

    Agora eu pirei kkk


    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha
      Assisti ao filme essa semana! Achei um romance bonitinho, mas o livro é beeem melhor!

      Excluir
  2. Oi Izandra, adoooro esse gênero de livro, só ouço falar muito bem desse, afinal, David Levithan né? não tem como resistir, preciso ler ele !

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada do David, acredite! Mas amei a premissa desse livro, me despertou a curiosidade. Anotando na listinha.
    Bjim!
    Tammy
    LivreandoFacebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tammy!

      Bom, li todos os que o DL tem lançado por aqui, e os meus favoritos foram esse e "Will & Will", em parceria do John Green. Ou outros dele são bons, mas beeeem diferentes!

      Excluir
  4. Oi Izandra!

    Ah, mas é claro que eu já tinha ouvido falar de "Nick & Norah". Morro de vontade de ler, mas o problema é que eu não acho o bendito em lugar algum para comprar! Já li outros livros do David e adoro a escrita dele. Com certeza vou amar esse aqui também.

    P.s.: Que coisa difícil, achei alguém que não gostou de "Eleanor & Park". Sério, muito estranho. É uma pena. Achei a história muito bonitinha. ahuehauehae

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana!
      Hahaha
      Vejo muita gente gostar de E&P, mas, no geram, são pessoas que nunca experimentaram a sensação "real" de se apaixonar. Paixonite é diferente, sabe? E da forma que a Rainbow Rowell escreveu, ficou uma parada mega romantizada que nao condiz com a realidade. Já a forma que o David Levithan colocou os personagens, as dúvidas adolescentes e tudo mais, ficou muito mais real e, ainda assim, romântico!

      Excluir
  5. Tem livros que a publicidade é tão forte que o livro nem é lá aquelas coisas, mas tem outras, como nesse caso que você citou, que o livro é excelente, mas a publicidade deixa a desejar.
    É nessas horas que eu percebo o quanto a divulgação faz a diferença

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista. São 3 ganhadores e você escolhe o livro que deseja ganhar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é!
      Infelizmente, parece que as editoras parecem não escolher tão bem o que querem dar mais destaque ou não... E esse livro, publicado em 2009, podia ter sido destacado após os novos sucessos do Levithan, mas escolheram deixar de lado -.-'

      Excluir
  6. Oi Izandra, tudo bem?
    Eu fiquei sabendo desse livro pq dei uma olhada na página do David Levithan no skoob, só por isso. Ele realmente não foi bem divulgado.
    Espero ter a oportunidade de lê-lo algum dia, a escrita do David é muito boa, e a história parecer ser muito divertida msm.
    Adorei a resenha!
    Beijos
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!
      Se tiver como, leia sim! É um livro muito engraçado e com um romance fofo, apesar de todas as situações bizarras rs

      Excluir
  7. Oi Izandra,
    Tenho super vontade de ler algo do David e acho que começaria por esse haha
    E me deixa curiosa por ele ser um autor mente aberta, adoro
    Tenho que assistir o filme também, adoro a Kat ♥

    bjs e tenha uma ótima sexta!
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nana!
      Olha, assisti ao filme essa semana. Apesar de adorar os atores, o enredo foi completamente modificado, tornando-se um clichê de sessão da tarde e perdendo a maior parte da originalidade que o DL colocou no livro =/
      Por isso, aconselho a ler antes de assistir rs

      Excluir
  8. Oie tudo bem?
    Gostei da sua resenha. O livro parece contar uma história muito simpática.
    Porém não me interessei pela leitura :/

    bjus

    magisbook.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Normal! Em todo mundo curte o estilo, por isso, costumo colocar um certo "aviso" nas resenhas dos livros q mais gosto, apontando para os detalhes q gostei, de forma q, quem não curte esses detalhes, não se decepcione ao resolver ler :)

      Excluir
  9. Oiee.

    Olha não conhecia essa obra e de já digo que preciso muito dele rs.
    Achei a trama bem interessante e com certeza vou ler

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda!
      O livro é bem diferente, ao estilo de "Will & Will". Li todas as obras do DL essa sema, e percebi que as outras são beeem diferentes... Nao sei qual do autor você já leu, mas tome cuidado, pois de repente, pode achar muito diferente!

      Excluir
  10. Oi, Izandra, tudo bem?
    Nossa, uma pena o livro não ter tido a visibilidade que merecia. Confesso que na minha adolescência eu também era punk. Sim! Meu Deus, vejo as fotos e não acredito como tinha coragem de sair na rua...rs. Mas voltando ao livro..rs. Nunca li David Levithan, mas fiquei curiosíssima para conhecer a obra.

    Beijocas,
    Blog | Youtube | Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Janaína!
      Nossa, nem me fale! Quando olho minhas fotos da adolescência, caio na risada, porque eu era muito esquisita! Cabelo descolorido, maquiagem pesada, roupas pretas, correntes e spikes... Só rindo, pra não chorar! rs
      E leia algo dele sim! Se começar por esse livro, você vai adorar! rs

      Excluir
  11. Oii Iza, tudo bem??? Punk??? Sério??? Mas eu achei essa capa tão nerd, ahhaha, sério que pensei em duas criaturas bem nerds estudando e ouvindo clássicos. hahah, ok exagerei um pouco, mas foi mais ou menos isso que eu pensei. Não sei se eu ia curtir o livro, pq sou muuuuito cricri para livros. Não gosto de palavrão em livro, não gosto de adolescentes transando em livros. E também não curto esse estilo de música, então acho que ia ficar boiando, heheh. Sério q vc não curtiu o romance de E e P? Eu não li ainda, mas todos só falam maravilhas :3
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gih!
      Hahaha Por isso eu coloquei os avisos! Sei que tem gente que não curte palavrão e sexo adolescente... Daí, depois lê por indicação minha, e vai me xingar depois rs
      Eu não gostei de E&P porque achei romantizado demais... Veja bem, paixonite é diferente de se apaixonar. E pareceu mais paixonite no livro, pra mim. Fora que a autora também bateu no clichê de garota feinha q chama a atenção de um popular... Isso me irrita pacas. Gosto mais quando tem o envolvimento de dois "iguais"; duas pessoas q nao tem esse desnível de autoestima entre eles :)

      Excluir
  12. Oie Izandra...
    Tudo bom?
    UAU! Eu não conhecia o livro... apenas o filme... E não fazia a menor ideia de que o autor era David Levithan <3 Parabéns pela resenha... Amei...

    Adorei seu blog... Já estou seguindo...
    Depois dá uma passadinha no meu cantinho para conhecer e se puder segui-lo ficarei muito grata...
    Beijos
    Relíquias da Lylu =D
    Relíquias da Lylu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lylu!
      Se você já viu i filme, saiba q ele é BEM diferente do livro... O roteiro enfiou uma serie de clichês, como a Norah se considerando feinha, colocando a Tris toda malvada... E no livro, nada é assim!
      E vou te seguir também! =**

      Excluir
  13. Oi Izandra!
    Infelizmente, eu não gostei tanto do livro. Não sei o que não me agradou para ser sincera, acho que apenas não me envolvi como esperava.
    Mas adoro ver a sua forma de ver a mesma história que eu com diferentes olhos!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alessandra!
      Vi que teve muita gente que não gostei. Procurei apontar exatamente o me agradou, de forma que ficasse mais fácil pras pessoas verem se identificam-se ou não ^^

      Excluir
  14. Oiiii
    Gente que capa lindaaaaaaaa
    Nunca tinha ouvido falar desse livro antes, mas depois dessa resenha estou louca para ler. E saber que tem adaptação em filme é ainda melhor né? Vou ler e depois assistir.
    Amei a resenha e seu blog. Estou seguindo.

    Ahh assista meu vídeo resenha e se inscreva no canal para me ajudar.

    http://colecoes-literarias.blogspot.com.br/2015/02/video-resenha-uma-vida-para-sempre.html

    Bjs

    ResponderExcluir