23 dezembro 2014

Resenha: Twittando o amor - Teresa Medeiros.



Título: Twittando o amor. / Good night, Tweetheart.
Autor: Teresa Medeiros.
Editora: Novo Conceito.
Páginas: 202.
Classificação: 4/5.

O Twitter é uma festa que nunca termina onde todo mundo fala ao mesmo tempo e ninguém diz nada… Abigail Donovan é uma escritora de sucesso. Ela quase ganhou o prêmio Pulitzer e até foi elogiada no programa da Oprah. Então, por que ela passa os dias e noites escondida no chiquérrimo condomínio onde mora, na companhia de seus dois gatos, sem conseguir escrever? Quando o seu editor a obriga a entrar no mundo das redes sociais para expandir seus horizontes, Abby imagina que vai ser obrigada a conversar com adolescentes que teclam escondido do porão de casa. Mas ela acaba conhecendo Mark Baynard, um professor bem-humorado e inteligente que está viajando pelo mundo em busca de aventura. Abby tenta resistir ao seu charme, enquanto Mark começa a quebrar a resistência dela aos pouquinhos… Inclusive a resistência a se comunicar por meio de mensagens curtas. 


Twittando o amor é o primeiro livro da autora Teresa Medeiros que leio. Apesar de não ter encontrado grandes elogios sobre o livro em resenhas e vlogs, eu resolvi comprá-lo pois sabia que era um livro leve, despretensioso, de leitura fácil e com partes divertidas. Foi a primeira vez que comprei um livro sem muita expectativa e acabei me surpreendendo. Ele é muito divertido e foi um ótimo passatempo

A sinopse não fala metade do que este livro realmente pode passar. Abby é uma escritora de um livro só e faz bastante tempo que não consegue sair do capítulo cinco de sua nova obra e a editora que paga as contas dela já está ficando cansada de esperar. A agente de Abby (e não o editor, como diz a sinopse) cria um Twitter para que ela melhore sua imagem, já que no último evento literário em que Abby foi, ninguém apareceu. Assim que entra no Twitter, Abby conhece Mark Baynard, um professor universitário de literatura que é muito sarcástico e se oferece para ensiná-la a lidar com a rede social.

Abby: A Wiloow Tum-Tum (gata) está sentadinha bem aqui no meu colo, ronronando e me olhando com veneração.
Mark: Eu fazia isso com a minha esposa até que ela pediu uma ordem judicial de afastamento.
 
Abby e Mark começam a conversar bastante e acabam se dando super bem. Ele diz à ela que está viajando pela Europa para conseguir inspiração para escrever seu primeiro livro. Os dois se enviam fotos dos lugares onde estão e falam de suas vidas pessoais, mas em momento nenhum marcam um encontro ao vivo, até porque ele está na Europa. É só quando ela oferece seu número de telefone e ele não aceita que ela imagina que talvez ele não esteja tão a fim assim, o que ela não sabe é que ele tem  um grande segredo.

Quase todas as páginas do livro são de tweets de Abby e Mark, então é quase como se ele fosse feito apenas de diálogos. Isso - e o fato do livro tem só 200 páginas - faz com que a leitura seja muito rápida. Além disso, as conversas dos dois são bem dinâmicas e divertidas. Me peguei rindo várias vezes. O que me confundiu um pouco foram as várias partes em que os protagonistas citavam nomes, roupas e frases de personagens de séries, filmes e livros que eu nunca ouvi falar antes. 

Sobre a capa e diagramação... eu, realmente, não gostei da capa nem da tradução do título. As outras capas (das edições inglesas) estavam muito mais bonitas (coloquei abaixo para vocês verem). A capa brasileira é um tanto infantil e não chama a atenção do modo como deveria.

Bem melhores, né?

Porque eu dei essa nota? Porque esse livro era exatamente o que eu estava procurando! Um romance despretensioso e bem simples. O livro não é aprofundado, ele foca nos dois personagens principais e nas suas conversas. A única reviravolta que há na obra é a revelação do segredo de Mark. Então, se você está procurando um grande livro com muitas aventuras, romance e ação, esse não é o livro certo para você.

6 comentários:

  1. Olá Roberta.
    Já li esse livro e gostei bastante! Mas assim como você não gostei da tradução do título, já que o título original combina bem mais, e a capa é super infantil mesmo.

    Beijos, www.rayramii.com

    ResponderExcluir
  2. Oie! Continuo não querendo ler esse livro, não me fechei com ele e concordo que as outras capas são bem mais bonitas!
    bjs, se puder comentar nessa resenha ajudaria muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/12/perdidos-em-marte.html

    ResponderExcluir
  3. Aww, não tinha me interessado por esse livro até ler sua resenha. Gostei, to precisando de algo bem desse estilo mesmo *-* e ah, não achei essa capa ruim.. é bem fofinha, e condiz bastante com o twitter

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br
    Tem especial de natal, vem conferir!

    ResponderExcluir
  4. Oii
    Esse livro é tão bonitinho, sabia que em algum ponto ia rolar algum drama, mas não imaginava a situação do Mark.
    Fazia tempo que não lia um romance, achei delícia haha

    beijos e feliz Natal
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  5. Como eu já namorei esse livro na Saraiva. Quando o vi em destaque na loja pensei em comprar logo de cara, mas por causa do preço eu acabei desistindo. Fiquei encantada com o enredo e quero muito ler, mas depois daquele dia nunca mais encontrei esse livro ):

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Uma amiga já leu também esse livro e ela disse também q não é grande coisa, fico até triste pq a temática parece ser tão inovadora...

    Bjos
    http://kelenvasconcelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir