04 setembro 2014

Resenha de filme: Magia ao Luar


Nome: Magia ao Luar
Direção: Woody Allen
Elenco: Colin Firth, Emma Stone, Hamish Linklater
Nota: 3,5/5



Wei Ling Soo é o pseudônimo usado pelo famoso ilusionista Stanley em suas apresentações. Conhecido por seu ceticismo, Stanley acredita que tudo no mundo tenha uma explicação racional, e que não existe nada além daquilo que é físico e visível.

O ceticismo de Stanley, contudo, pode ir por água abaixo quando ele vai para o sul da França, a pedido de um amigo, para tentar desmascarar Sophie, uma jovem que afirma ter poderes mediúnicos. De início, Stanley não parece acreditar que a garota seja mais do que uma impostora com trejeitos exagerados e suposições bobas, mas quanto mais o ilusionista passa seu tempo com ela, mais difícil se torna achar uma explicação plausível para os acontecimentos envolvendo Sophie.

Com as tentativas de descobrir a farsa por trás da garota, Stanley começa, não apenas questionar sua própria descrença, como também a se aproximar inusitadamente da médium.


Logo que o filme começou, a primeira coisa que me chamou atenção foi a música de fundo, que entrega, logo de cara, que seja um filme de Woody Allen. Logo em seguida, somos apresentados ao show de mágica de “Wei Ling Soo” que, propositalmente ou não, me lembrou o filme “Le Magicien”, de George Meliès. Talvez a fotografia em estilo “filme antigo” tenha colaborado para isso, e digo que, apesar de não ser muito do meu agrado, combinou bem com o filme. Além disso, o ar simplista da narrativa, aliado ao belo cenário francês, tornaram o filme uma obra bastante prazerosa aos olhos.

Agora, saindo um pouco das questões mais técnicas, preciso de um momento pra falar da personagem que mais me chamou atenção no filme; Sophie. Okay, eu sei que uma personagem se auto proclamando médium e agindo de forma exagerada sempre que diz ter uma visão não é nenhuma novidade. Mas Sophie não é apenas isso; ela é uma personagem carismática, alegre, e que, fora seus momentos de visões, poderia certamente ser uma pessoa do mundo real. Seu carisma não está em ações excessivamente bondosas, mas em seu jeito sorridente, ou em sua total aceitação às tentativas de Stanley de desmascará-la. 


A trama, como já se espera de um filme de Woody Allen, não segue um ritmo muito típico dos filmes norte-americanos, mas o diretor conseguiu mantê-lo relativamente estável durante o decorrer do filme, mesmo em momentos de surpresas e descobertas, o que, para mim, foi um ponto a mais para o andamento do filme.

Por fim, mesmo não chegando nem perto de ser uma das melhores obras do diretor, “Magia ao Luar” é um belo filme, e mostra que algumas coisas na vida simplesmente não precisam de uma explicação lógica.

11 comentários:

  1. Oi Linda, tudo bem?
    Ainda não conhecia esse filme, mas adorei a sinopse dele, e também adorei do Colin Firth está no elenco ♥.
    Espero em breve ter a oportunidade de assisti-lo e espero gostar bastante dessa história, que parece ser ótima!

    Beijão ;*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  2. Ainda não vi esse filme mas já vi várias pessoas falando mal dele. Dizendo que é ruim... Na sua resenha você elogiou o filme, mas não consegui entender o que seria de tão ruim assim nele, mesmo pq a nota que deu foi um pouco acima da média. Você poderia me dizer o que não gostou do filme? ^^

    http://kelenvasconcelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ótima resenha! Adoro esse clima de filme, é tão legal, haha. Mas o filme não me interessou, é como os livros de romance: previsíveis demais.

    The Lord of Thrones

    ResponderExcluir
  4. Oiee

    Adorei saber mais desse filme, quero muito ver um dia, quem sabe agora nesse fim de semana vou adorar saber mais um pouco :)

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Roberta, tudo bom??
    Nossa, fiquei super animada para ver esse filme, e motivos é o que não faltam.
    Só pelo fato de ter sido escrito e dirigido por Woddy Allen já me faz querer ver *-*
    E bem, eu também adoro a atriz <3
    Com certeza assistirei esse filme em breve o/


    Beijinhos,

    Thati;
    http://nemteconto.org

    ResponderExcluir
  6. Oi Roberta! Tudo bem?
    Primeira vez por aqui, gostei muito. =D
    Só assisti a um filme do Woody Allen até hoje, e não tinha gostado muito. Mas esse definitivamente me chamou a atenção!
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Roberta!
    Eu ainda não conhecia esse filme. Gostei bastante da sua resenha sobre ele, ainda mais pela mensagem final que é bem legal, de que algumas coisas na vida não precisam de uma explicação lógica. Pretendo assistir!

    Beijos,
    Fer - http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Curiosa para assistir.
    Bjs

    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olááá!
    aaah roberta! fiquei louca por esse filme!
    woody allen é maravilhoso, e essa combinação de atores! Tem como o filme ficar ruim?!
    vou procurar na locadora já!
    e poxa, fiquei ainda mais animada com a menção de George Melies!!

    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

    ResponderExcluir
  10. Oi, Natália!
    Sou obrigada a vir aqui comentar!
    Que resenha coerente! Dá pra ver de cara que tu conhece o assunto, soube mostrar muito bem os pontos positivos e negativos do filme!
    Eu não gosto do diretor (como pessoa), mas o elenco chama atenção, né?
    Super beijos <3

    ResponderExcluir
  11. Aim! Ainda não conhecia esse filme! Adoro esses dois atores (a Emma tá tão diferente no cartaz! ._.), então com certeza vou gostar, hahaha. Já anotei aqui pra ver nesse fim de semana!
    Valeu pela dica! Bjão,
    La Vie de Lee

    ResponderExcluir