26 julho 2014

Resenha: O Mago de Camelot - Marcelo Hipólito.

Título: O Mago de Camelot.
Autor: Marcelo Hipólito.
Páginas: 152.
Editora: Novo Século - Novos Talentos da Literatura Brasileira.
Classificação: 5/5.

De uma infância pobre e sofrida à irresistível ascensão aos salões dos grandes reis; de um começo sem esperanças ao despertar de um poder inigualável, invejado e temido, Merlin,  é levado a se tornar o homem mais influente da Idade das Trevas. Confidente supremo do rei Artur e maior conselheiro da corte de  Camelot. Misterioso e enigmático. Amado e odiado. Druida, monge e mago.
Na Britânia do Século V da Era Cristã – abandonada pela queda do Império Romano à barbárie dos invasores saxões –, Merlin surge para impor um novo tipo de rei a um povo abatido e desesperado, alterando, para sempre, não apenas o destino dos britânicos, mas de toda a humanidade.
A saga de um homem determinado a erigir uma civilização de paz e justiça numa terra devastada pelo caos e a guerra em uma aventura épica e brutal que equilibra realismo duro com doses amargas de magia.
Olá, como vocês estão?
Hoje eu trouxe a resenha do livro "O Mago de Camelot" do autor parceiro Marcelo Hipólito. Um livro que fala sobre o conhecidíssimo Mago Merlin, mas de uma forma nova e objetiva.

Narrado em terceira pessoa, o livro tem uma linguagem atual e afiada. Nos traz acontecimentos desde antes do nascimento de Merlin, para que o leitor saiba como as coisas acontecem e porque elas acontecem, deixando a trama sempre bem amarrada. 

Após, encontramos o pequeno Merlin, miserável, filho de prostituta. O vemos ser encontrado pelo Druida Blaise e seguir com ele dali em diante. Com o decorrer das páginas, vemos o crescimento psicológico do personagem principal conforme ele vai ficando mais velho, vemos as fases dele, quase como as de qualquer outra pessoa. Mas, ele não é qualquer outra pessoa. Primeiramente ele é um druida, mais tarde passa a estudar como cristão e então se autodenomina Mago.
Ainda como druida, Merlin arruma amigos e inimigos que terão grandes - ou nem tanto - papéis na história. Ele também descobre um objetivo, que fica oculto em grande parte da história, mas é algo grande, algo sobre o futuro herdeiro do trono. 


O livro nos traz muitos personagens, gostei muito de alguns, já outros eu odiei. A que mais me chamou atenção foi Morgana, sua determinação, seu poder de persuasão, sua capacidade. Com ela ou é 8 ou 80, você a ama ou a odeia, não tem meio termo. E eu confesso que adoro vilãs! Além disso, o autor soube descrevê-la muito bem, ainda mais terrível do que eu a havia imaginado.

No livro também tem muita carnificina, me dando a impressão, às vezes, de estar assistindo a uma cena de guerra do filme Troia, por exemplo. Mas, eu sempre gostei de filmes de guerra e isso apenas aumentou minha vontade de saber o que aconteceria no desfecho, embora eu já conhecesse a história do Rei Artur - quem não conhece?

Não deve ser fácil recontar uma história, ainda mais em tão poucas páginas. Mas o autor conseguiu. E eu leria 400 páginas facilmente, se o autor assim o tivesse feito, pois a escrita do autor é objetiva e clara.

O livro me conquistou com sua linguagem formidável. Imaginem a minha expressão quando encontrei a palavra "destarte"! Essa era a palavra preferida da minha professora de português do ensino médio e eu nunca li nenhum livro que a contivesse! A leitura foi rápida e simples. Achei-o muito mais fácil de entender do que outros livros que falam sobre o assunto. Portanto, o recomendo a todos os leitores que gostem das lendas Arturianas ou de histórias com guerra, mistérios e magia!

15 comentários:

  1. Gosto muito quando algum autor pega uma premissa bem clichê (como a lenda arturiana) e consegue dar uma roupagem nova e instigante, transformando algo já desgastado em uma inovação.
    Pela sua descrição, parece ser o caso desse livro =)
    E que capa linda né?! Gostei muito!

    Abraços!

    Fran

    http://corujadequinta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olha eu surtando. Sou apaixonada por qualquer livro que se passe numa época medieval, mas principalmente que fale sobre Merlin e Arthur. Fiquei apaixonada por esse livro e preciso desesperadamente lê-lo.

    http://www.laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Rô
    Simplesmente fiquei fascinada com a sua resenha e também MEGA curiosa em conhecer tanto a história quanto a escrita do autor. Todo o universo que ele criou, pelo que pude ver, é fantástico e fiquei com aquela curiosidade...

    Beijos
    http://estantedafer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Adoro esse tema! E como você disse, é incrível o autor ter conseguido escrever uma boa história em cima de uma que já existe e ainda assim ser criativo!
    Já ouvi falar desse autor em outros blog, só não pensei que o livro fosse tão bom. Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Oiee ^^
    Eu li esse livro e gostei, mas não tanto quanto você. Histórias de feiticeiros e coisas desse tipo não me encantam muito *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Já li várias resenhas sobre o livro, mas a sua foi uma das que mais gostei.
    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Eu não conhecia o livro, mas acho que ele parece ter uma leitura agradável.
    Achei a capa dele muito bonita :)

    Beijos, Paradoxo Perfeito

    ResponderExcluir
  8. Gostei da proposta do autor. Sair do que todo mundo já conhece é bem legal.

    BIO-LIVROS

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia o livro, mas adorei a dica! Parece ser uma história muito envolvente mesmo!
    Quero ler!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá Roberta!
    O livro tem uma premissa muito boa, e eu fico feliz que você tenha apreciado a leitura!
    Infelizmente, não faz muito o meu gênero. Não sei se eu iria gostar tanto quanto você, rs.
    Adorei a resenha :D
    Beijos,
    Ana M.
    www.vicioemlivros.com

    ResponderExcluir
  11. Oie,
    já tinha visto o livro por aí, mas não consigo me interessar por ele.
    No momento passo a leitura

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  12. Esse tipo de livro não faz muito o meu estilo, mas tenho que confessar que até fiquei um pouco curiosa a respeito dele, depois de ler tantos elogios! É difícil recontar uma história que muitos já conhecem, e pelo visto o autor conseguiu fazer isso muito bem!

    Beijos,
    Fer - http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Gostei muito do seu blog, e queria fazer minha rimeiroa parceria, obrigado.
    http://umalbumpanoramico.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oiee

    Já li esse livro e infelizmente não gostei tanto quanto você, mas que bom que para você a leitura foi agradável.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oie, Roberta!
    Te confesso que não sou mto de ler vários e vários livros sobre o mesmo tema (nesse caso, as lendas Arturianas), mas sua resenha realmente deu aquela vontade de ler o livro! Parece ser bem interessante e diferente dos outros livros do gênero!
    Anotada a dica!
    Bjos!

    ResponderExcluir