18 maio 2014

Resenha: Invisível ao toque - Nat Bespaloff.

Título: Invisível ao toque.
Autor: Nat Bespaloff.
Editora: Publicação independente.
Páginas: 248.

Atormentada pelas lembranças de uma relação amorosa que acabou mal, Svek, uma jovem de 20 anos e apaixonada por esportes radicais, foge de relacionamentos sérios e abomina tudo o que diz respeito a sentimentos. Enquanto isso, tem sonhos recorrentes e bastante vívidos com uma garota chamada Victória, em cuja pele se vê transportada a cenários de séculos passados, em situações de extremo perigo.
Nesse momento de confusão, Svek conhece o enigmático Zac, que consegue despertar nela pensamentos até então inexistentes. Ela acaba descobrindo o amor na figura de uma pessoa estranhamente familiar. Um sentimento transformado em uma maldição que resistiu aos séculos, em que a despedida e a renúncia representam o maior gesto de compaixão e coragem.
Invisível ao Toque é uma história intensa, romântica, emocionante e, ao mesmo tempo, divertida, graças a habilidade com que a autora consegue imprimir o seu estilo bem-humorado em diálogos e pensamentos.


Oi, gente! Como vocês estão?
Então, hoje eu trouxe a resenha do livro mais lindo que já li. Sim, estou falando do nacional Invisível ao Toque, da Nat Bespaloff. Confesso que foi uma leitura surpreendentemente incrível. Eu não estava esperando algo tão bom, tão vívido, tão intenso! Eu conheci o livro através do blog Estante de Cristal, onde sou colaboradora. No momento em que vi esta capa linda, decidi que tinha que comprá-lo! E não me arrependi.

Introduzindo a história: como lemos ali em cima, na sinopse, Svek (Svektlana!) tem vinte anos e é uma menina um tanto diferente (eu imaginei que quando ela era adolescente era uma daquelas meninas que tem muitos amigos meninos e anda de skate). Continuando, Svek já teve problemas com drogas e bebidas devido à culpa que sente pela morte de seu ex-namorado. Ela mora sozinha e negligencia seus amigos e sua mãe. Sua vida é basicamente casa-trabalho-curso chato-casa-trabalho, até o dia em que encontra Zac. Um homem (com cara de menino, eu imaginei), que fala coisas engraçadas como ninguém, assim como se declara para Svek das formas mais românticas e divertidas possíveis.

Zac é calmo – no início, pelo menos –, romântico, engraçado, ou seja: um fofo. E, claro que nossa protagonista acaba gostando dele. Porém, temos alguns problemas: Zac é misterioso, Svek tem a tendência nada divertida de ter traumatismo craniano e continua tendo aqueles sonhos esquisitos, onde ela é uma mulher chamada Victória

Narrando em primeira pessoa, a autora soube abordar essa história de amor de uma forma diferente, que faz com que repensemos certas coisas. Além disso, o livro é a prova de que um romance não precisa ter cenas de sexo para chamar a atenção. O casal protagonista não pode nem se tocar, na verdade. E é incrível ver Svek conhecendo o amor de um modo “puro”.

Quem me conhece, sabe que adoro mistérios e este livro é recheado deles: Porque Svek não pode tocar Zac? Porque apenas ela o enxerga? Porque Svek tem os sonhos? Quem ou o quê Zac é? Eu também adoro saber a solução destes mistérios no final! E não me decepcionei.

A diagramação deste livro é perfeita! A capa, não preciso nem dizer, é linda; as páginas são diferentes das dos outros livros, são um pouco mais grossas que páginas de mangás; na página inicial de cada capítulo há a imagem de uma menina muito bonita – que imagino que seja Svek. É perfeito do início ao fim e esse é um dos motivos pelos quais eu não doarei esse livro aqui no blog. Os outros motivos são: amei a história e o livro físico não será mais vendido, apenas o digital (de acordo com o site da Nat).

Recomendo “Invisível ao toque” a todas as pessoas que gostam de ler, independentemente do gênero.  Mesmo que você não goste muito de romantismo, pois a última pessoa no mundo que eu chamaria de romântica é a Svek. Além disso, encontramos mistério, fantasia e comédia neste livro maravilhoso! Não deixe de ler.

13 comentários:

  1. Nossa.. o livro parece ótimo, adoro esses tipos de filmes.. vou procura-lo.. Sucesso!

    http://www.sarahemanuelly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Parece ser um otimo livro ! Nunca tinha visto nada dele ! Vou procurar saber mais haha beijinhos sucesso !

    ResponderExcluir
  3. Eu vou ver se acho na livraria que tem aqui perto de casa, parece ser um livro bom, daqueles que te surpreende!!

    http://eaisonhador.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Roberta, é sempre muito bom dica de livro de ótima qualidade, este parece ser muito bom, também adorei a capa, muito criativa.
    Beijos, gostei muito da resenha o livro aparenta ser muito bom.

    ResponderExcluir
  5. Que boa dica, já ouvi falar desse livro e agora confirmando que ele é bom. Sempre consigo um tempinho para ler, a gente parece que viaja no tempo não é mesmo?
    Sucesso
    Bjos

    http://nailsbythata.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, parece que estamos dentro do livro!
      Beijos <3

      Excluir
  6. Adorei sua resenha Roberta!
    O livro parece ser realmente muito bom, fora que a história é bem diferente.
    Também adoro livros onde temos mistérios e outras coisinhas para serem desvendados.
    Fiquei curiosa para ver algumas fotos do livro.

    Beijo:*

    http://justonemomentt.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom! *-*
      Assim que der (porque estou sem celular) postarei umas fotos aqui.
      Beijos <3

      Excluir
  7. Oi Roberta!
    Eu não conhecia esse livro, mas gostei bastante da sua resenha e ela me fez ficar bastante curiosa por essa história! Gostei bastante! =)
    Beijos

    http://estantedafer.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Amei sua resenha, gosto desse gênero literário, é bom saber que existem livros nacionais dessa qualidade...

    Beijos
    www.mariaulhoa.com

    ResponderExcluir
  9. Livro com mistérios, adoro eles, me fazem ler rapidinho!!

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog

    ResponderExcluir
  10. Muito boa a resenha, o livro parece bem interessante.
    Adorei seu blog, estou seguindo!
    Beijos,
    Isa.
    http://www.verbosdiversos.com/

    ResponderExcluir