17 abril 2014

Resenha: Um toque de Vermelho (Série Renegade Angels) - Sylvia Day

Título: Um toque de vermelho. 
Série Renegade Angels.
Autora: Sylvia Day.
Editora: Paralela.
Páginas: 304.

Adrian Mitchell não é um homem qualquer. Além de ser o mais sensual, elegante e charmoso dos seres, também é o grande líder de uma unidade de elite de Operações Especiais dos Serafins. Sua missão: controlar vampiros e licanos. Mas o seu encontro, depois de quase duzentos anos, com a alma da mulher que ama, no corpo da bela Lindsay, os leva a uma proibida paixão que poderá colocar tudo a perder.


"Um toque de vermelho" é o primeiro livro da trilogia Renegade Angels, da Rainha do Hot: Sylvia Day. Depois da trilogia Crossfire, Sylvia nos traz três livros de romance sobrenatural, que são:
1. Um toque de Vermelho (A touch of crimson) - Adrian e Lindsay.
2. Um desejo Selvagem (A hunger so wild) - Elijah e Vashti.
3. A taste of Seduction - Syre e Karin - ainda não publicado.

Os três livros contam as estórias de anjos, sejam eles Caídos (assim se transformando em vampiros depois que se relacionaram com os humanos), Licanos (também caídos, só que se arrependeram e pediram para não serem transformados em vampiros, tornando-se assim "parentes" dos lobisomens e serviçais eternos dos Santinelas) e os Sentinelas (anjos criados para punir e controlar Vampiros e Licanos).


Neste primeiro livro, os nossos protagonistas são Adrian e Lindsay. Adrian é lindo e rico, também é o líder dos Sentinelas. Ele foi o primeiro Sentinela a decepar as asas de um dos Vigias. Esse primeiro Vigia a se tornar um Caído se chama Syre e, hoje, é o líder dos Vampiros e pai de Shadoe. Shadoe é a alma gêmea de Adrian. Ela morreu há muito tempo atrás, reencarnou em vários corpos e agora está no corpo de Lindsay Gibson.

O livro começa quando Phineas, o melhor amigo de Adrian e, também, o segundo Anjo na linha de comando, morre. Phineas foi vítima de uma emboscada e assassinado por um vampiro que espumava pela boca. Pouco tempo depois Adrian também é atacado em seu helicóptero por uma vampira da mesma forma. E, assim, ele acaba no terminal aéreo, encontra Lindsay e sente que ela carrega a alma que ele tanto ama. Mas, o que afinal é essa doença que está assombrando os vampiros?

Lindsay é espontânea, madura e forte. Além disso, guarda muitos segredos. Ela é órfã por parte de mãe e se dá muito bem com o pai. De acordo com Adrian, ela é muito diferente das outras encarnações de Shadoe. Lindsay sente como se conhecesse Adrian há muito tempo, além de sentir uma atração fortíssima por ele.

Eu fiquei surpresa com o livro. Ele é bem melhor escrito que a trilogia Crossfire e ainda por cima tem um quê de suspense que me atraiu desde o início. Além disso, as cenas hots se encontram em menor número, embora o casal sinta desejo o tempo todo. O legal é que o livro é narrado em terceira pessoa e  mostra outros personagens, o que acontece com eles e o que eles pensam. Como Elijah, que é o Alfa dos Licanos, mas não quer ser (até porque os Sentinelas não permitem que Licanos Alfas existam). Outro personagem é Syre, que quer muito que a filha, Shadoe, volte. Confesso que adorei Syre!

O único ponto negativo que percebi é que nem todos são punidos pelos mesmos erros. Os Vigias foram punidos pelos Sentinelas e se tornaram vampiros por terem se relacionado com os humanos, não é? Mas, Adrian se relaciona com uma humana e não há punição para ele. Isso é um pouco hipócrita, ainda mais sendo que essa punição deveria vir de Deus (o Criador). Não há explicação no livro para o fato de Adrian nunca ter sido punido por seus "encontros" com Shadoe.

Eu dei cinco estrelas para este livro porque ele é bem escrito, tem uma trama interessante, segura a atenção do leitor e tem um ótimo final. Mesmo que tenha o ponto negativo que mencionei ali em cima, ele não é mais um hot sem conteúdo. Na verdade, foi um dos melhores hots que li até agora.

Espero que tenham gostado da resenha. Beijos <3

6 comentários:

  1. adorei esse anjo na segunda capa ;) haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Não gostei dessa segunda capa, gosto bem mais da primeira. Beijos <3

      Excluir
  2. oi achei teu blog uma graça não gosto muito destas sagas mais gostei da resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Derlaine! Fico muito feliz que tu tenha gostado. Mesmo *-*
      Logo vou postar outras resenhas de gêneros diferentes e espero que tu goste! Beijos <3

      Excluir
  3. Oi, Roberta!
    Eu nunca me interessei por Sylvia Day porque não sou fã de livros hots. Mas esse mistura fantasia, que é meu gênero favorito, fiquei com vontade de ler depois que vi sua resenha, acredito que vou gostar. :)
    Inclusive me lembrou bem vagamente da série Hush Hush que eu amo! hehe

    Beijos
    Rayssa
    http://diariosdleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rayssa.
      Tu já leu algum hot? Tem uns que eu também não gosto, mas tem outros que são muito bons.
      Sim, muita fantasia, e o mais legal é que a gente fica em dúvida de quem gosta mais: sentinelas, licanos ou vampiros? haha
      Tomara que goste *-*
      Sabia que nunca li nada da série hush hush?
      Beijos <3

      Excluir