Sorteio: Aniversário do blog MilkShake de Palavras.

22 junho 2017

Oi, gente. Tudo bem? O blog MilkShake de Palavras está de aniversário! Yeeeeey! E para comemorar, organizamos um sorteio bem lindo para vocês! 

Resenha: Imersão - Nina Spim.

21 junho 2017

Imersão
Autora: Nina Spim
Páginas: 5
Compre aqui 
Ebook recebido em parceria com a autora para divulgação. 

Os dias difíceis parecem normais para todos, certo? Mas, no caso de Lou, um dia difícil é muito mais do que isso. É uma luta constante contra si mesma e seus demônios invisíveis. Caio, seu marido, a aceita como é e muitas vezes precisa ser firme. O que é a depressão para você? Até quando você poderia vê-la desgastando a pessoa que mais ama?

Imersão é um conto da autora Nina Spim. A autora é parceira do Intuição Literária e já teve outro conto, Caleidoscópio, resenhado aqui no blog. Assim como em Caleidoscópio, em Imersão Nina traz um assunto não muito abordado na literatura: depressão. Me identifiquei muito com esse conto, por ter depressão assim como a protagonista Lou. 

Lou tinha se transformado num anjo caído, perdido e longe de casa.

O diferente desse conto é que ele é narrado através do ponto de vista de Caio, marido de Lou. E foi bem interessante ver o que ele pensava sobre o que a mulher que ele amava estava passando. Mas, confesso que estava curiosa para saber como a Lou se sentia, já que a depressão se expressa de forma diferente para cada pessoa. 

A narrativa desse conto é mais crua, bem mais intensa e um tanto pesada (pelo menos, para mim) que do conto anterior. Mas, ainda assim, gostei muito mais de Imersão. Me deixou um tanto anestesiada - se essa é a palavra adequada, já não sei. Me deixou feliz e triste. Feliz, porque é um conto lindo, apesar de tudo. Triste, pois não é legal ter depressão. 

[...] Entendo que essa situação não é uma simples tristeza passageira. É assim que a maioria acha que pode explicar essa doença. Que vai passar ou que a pessoa não está se esforçando. A verdade é que vejo Lou se esforçar todos os dias, o tempo inteiro. Vejo isso nos olhos dela, no quanto se doa para permanecer forte, mesmo nos seus piores dias.

Um ponto positivo na leitura foram o desenvolvimento de Lou e Caio: em menos de quatro páginas, Nina Spim conseguiu dar uma tremenda profundidade a seus personagens. Me identifiquei muito com a Lou. Outro fator positivo é o tema, já que depressão não é algo tão debatido quanto deveria na literatura nacional. 

Não sei se foi meu entendimento (ou a falta dele) ou se era pra ficar subentendido, mas não consegui entender onde os dois estavam. Sim, eles estão em uma cama, mas em casa, hospital...? 

Imersão fala sobre uma mulher com depressão de forma objetiva, mas intensa. É uma leitura rápida, mas que traz vários reflexões úteis sobre o assunto. É importante entender e debater depressão, ainda mais na conjuntura atual, quando sabemos que mais de 322 de milhões de pessoas no mundo (fonte) sofrem da doença. Recomendo a obra para todos os gostos! 

Disque 141 para falar com o Centro de Valorização da Vida!


Viu algum erro nesse texto? Envie um e-mail para
bloglivrosecores@gmail.com
Acompanhe nossas redes sociais: 

Resenha: Caleidoscópio - Nina Spim.

19 junho 2017

Caleidoscópio
Autora: Nina Spim
Páginas: 4
Ebook recebido em parceria com a autora para divulgação. 

Conhecer o infinito nunca foi tão fácil para Júlia, até que Daniel a fez sentir que a beleza não precisa ser enxergada para ser contemplada na infinitude de quem eram.

Caleidoscópio é um conto da autora Nina Spim, que fala sobre Júlia e o garoto pelo qual ela é apaixonada, Daniel. Os dois se conhecem desde que são crianças e o conto nos traz trechos curtos de suas histórias. Daniel tem uma condição física diferente e é superprotegido pela mãe, o que Júlia não consegue entender a princípio.

Percebi que as pessoas quase nunca esperam beleza de alguém que não sabe o que é esse conceito.

É difícil falar de uma obra curta sem dar informações a mais... O que posso dizer é que a autora conseguiu colocar toda uma história de vida em apenas três páginas! Claro que ficamos com saudades dos personagens assim que o conto termina, mas temos o suficiente para refletir por alguns dias. 

A escrita da Nina Spim é clara, fluida e suave. Em menos de dez minutos, terminei o conto, reli e fiquei com uma sensação boa no coração. 

- Infinito, Júlia. Eu sou infinito. O Universo é extenso, mas é apenas o que você pode ver. Existe um infinito bem maior dentro da gente. 

Em Caleidoscópio, vemos Júlia e Daniel enxergarem a vida por um ponto de vista muito intenso, um tanto quanto poético. Eles transcendem o que acreditamos ser o "normal" e acreditam em coisas que vão além. É um conto fofo, mas que faz o leitor refletir bastante. Recomendo a todos! 


Viu algum erro nesse texto? Envie um e-mail para
bloglivrosecores@gmail.com
Acompanhe nossas redes sociais: 

Resenha: Casada até quarta - Catherine Bybee.

14 junho 2017
Casada até Quarta
Autora: Catherine Bybee
Páginas: 196
Editora:

Blake Harrison: rico, nobre, charmoso... e precisando de uma esposa até quarta-feira. Para isso, Blake recorre a Sam Elliot, que não é o homem de negócios que ele esperava. Em vez disso, ele encontra Samantha Elliot, linda e exuberante, com a voz mais sexy que ele já ouviu.
Samantha Elliot: dona da agência de casamentos Alliance, ela não está no menu de pretendentes... até Blake lhe oferecer milhões de dólares por um contrato de um ano. Não há nada de indecente na proposta dele, e além disso o dinheiro vai ser muito útil para quitar as contas médicas da família dela. Samantha só precisa disfarçar a atração que sente por seu novo marido e evitar a todo custo a cama dele.
Mas os beijos ardentes de Blake e seu charme inegável se provam muito difíceis de resistir. Era um contrato de casamento que previa tudo... menos se apaixonar. Agora só resta a Samantha proteger seu coração até que o contrato chegue ao fim.

Oi, gente. Tudo bem?
Casada até quarta é o primeiro livro da série Noivas da Semana, da autora Catherine Bybee. Eu não sabia que receberia esse livro, mas foi uma surpresa bem positiva quando este chegou (ainda mais que veio com brindes muito fofos)! A capa do livro é bonita e a sinopse chamou minha atenção, então fiquei bem ansiosa. 

Temos como protagonista Samantha Elliot, uma mulher forte que teve um passado conturbado e agora tem seu próprio negócio: uma agência de casamentos! E é através dessa agência que ela conhece Blake Harrison, um duque que está a procura de uma esposa pelo período de um ano para que possa receber sua herança.

Blake é rico e bonito e apesar de ter algumas amantes, não confia em nenhuma delas. Ele precisa se casar e manter-se assim por, pelo menos, um ano, para que possa receber a herança de seu pai. Ele não quer essa herança apenas por seu valor financeiro, mas pele valor que a aristocracia inglesa dá ao título de duque e à propriedade pertencente a este. Devido a isso, ele deve achar uma esposa o mais rápido possível e é aí que ele entra em contato com a Alliance, uma agência de casamentos nos Estados Unidos.

Desde a primeira vez em que se encontram, Blake e Samantha sentem atração um pelo outro, mas tentam deixar as coisas apenas no âmbito profissional. Porém, quando Blake não se identifica com nenhuma das candidatas, ele pede que Samantha case com ele e oferece dinheiro suficiente para que ela consiga manter sua irmã mais nova em uma confortável clínica médica. Ela aceita, mas fica cada vez mais difícil afastar de sua cabeça pensamentos pecaminosos sobre ele.



Casada até Quarta foi uma boa surpresa para mim! O começo é bem rápido, objetivo e tem seus clichês, mas conforme o enredo vai se desenvolvendo, a história vai tomando forma e coisas bem inesperadas acontecem. Então, o livro tem sim seu lado "romance de banca", mas também tem seu lado "novela mexicana" (tanto no sentido do drama quanto dos barracos).

Em 196 páginas ficou difícil desenvolver os personagens da forma como eles mereciam, sabemos que a Samantha é uma mulher forte e independente, mas eu gostaria de ter visto isso mais no caso concreto. E Blake vai se transformando ao longo do livro, se tornando um homem maduro e apaixonado , mas ainda assim acredito que a autora poderia ter mostrado mais sobre como era o relacionamento dele com o pai e os motivos do pai dele ter sido daquela forma. Os personagens secundários não aparecem muito, mas porque serão eles os protagonistas dos próximos livros da série.

A atriz que interpretasse a vilã vilanesca (redundância é necessária aqui) Vanessa, com certeza receberia um Oscar. A mulher fez faculdade de Trapaça e Viborísse. Mas, confesso que apesar de eu não gostar de livros que influenciem a rivalidade entre mulheres, quando a Vanessa aparecia o livro ficava bem mais dinâmico.

- Você me faz um homem melhor, Samantha. 

O final da obra foi a parte que mais gostei, deixou todas as pontinhas fechadas e é bem fofo! O livro é rápido e fácil de ler, dá pra ler em uma tarde com uma xícara de chá na mão. O epílogo fecha com chave de ouro. 

Casada até quarta faz parte da série Noivas da Semana, que tem sete livros e eu estou bem ansiosa para ler todos! A escrita da autora é clara e bem gostosa, deixa  o leitor com vontade de ler mais, mesmo depois que o livro acaba. Dei cinco estrelas (★★★★★) no Skoob e já quero ler os próximos volumes! Beijos 💜

Encontrou algum erro nesse texto?
Envie um e-mail para bloglivrosecores@gmail.com

Esse livro foi recebido do Grupo Editorial Record para divulgação!