Resenha: Bela Gratidão - Corey Ann Haydu

15 dezembro 2017
Bela Gratidão
Autora: Corey Ann Haydu
Páginas: 432
Editora: Galera Record
Livro cedido pela editora para divulgação. 

"Um romance sobre amadurecimento e a dureza de crescer em uma cultura que exige das mulheres nada menos que a perfeição. Corey Ann Haydu explora as complexidades da família, os limites do amor e quão duro é crescer em uma cultura que premia a beleza acima de qualquer outra coisa e cobra das mulheres nada menos que a perfeição. Uma leitura atual que dialoga direta e honestamente com a multiplicidade de questões enfrentadas por adolescentes e jovens no mundo todo – a confusão do primeiro amor, os dramas familiares e a construção da própria identidade no meio de toda essa loucura. O livro está cheio de personagens realistas, que tropeçam nos próprios medos e cometem erros com alguns dos quais é impossível não se identificar. Montana e sua irmã Arizona têm um pacto desde que a mãe as deixou: São elas duas contra todo o mundo. Com o pai sempre imerso em relacionamentos tóxicos e uma sucessão de madrastas essa foi a maneira que encontraram de seguir em frente. Mas agora que Arizona foi para a faculdade Montana se sente deixada pra trás e perdida, mergulhando em uma amizade vertiginosa e empolgante com a ousada Karissa. No meio disso tudo, Montana encontra uma distração em Bernardo. Resta saber se Montana têm a confiança necessária no que sentem um pelo outro para encaixar Bernardo na sua vida imperfeita."

Olá! Tudo bem?
Bela Gratidão é um livro de Corey Ann Haydu, a mesma autora de "Uma história de amor e toc". O livro é narrado em primeira pessoa por Montana, uma adolescente de 17 anos que foi abandonada pela sua mãe quando era criança e passou a viver com o pai que é cirurgião plástico e com a irmã, Arizona.

Montana passou a vida vendo seu pai se casando muitas e muitas vezes e todas essas vezes nenhuma deu certo. Depois que sua irmã vai para a faculdade, Montana se sente mais sozinha do que nunca já que seu pai acabara de terminar mais um relacionamento. Com a falta da irmã, Montana passa a sair com Karissa, uma menina ousada e extrovertida da aula de teatro que faz com que Montana a queira na sua vida. E temos Bernardo, um garoto que flerta com Montana de longe no parque que os dois frequentam em Nova Iorque e os dois acabam se apaixonando.


Porém, quando Arizona volta para a casa no verão, Sean, pai das meninas, anuncia mais uma namorada, mas essa é bem diferente das outras e causará muito mais impacto em Arizona e Montana do que as outras.

"Eu sou um território. Eu sou uma coisa na qual as pessoas colocam bandeiras. Querem declarar que pertenço a elas. Isso é uma coisa totalmente nova. Eu estou acostumada a ser uma coisa abandonada. Uma meia esquecida ou um brinquedo que já não se quer mais, uma lembrança vaga e simbólica de uma época da sua vida".

O livro é narrado de forma clara pela protagonista, mostrando tudo do seu ponto de vista e revelando como ela se sente, uma garota frágil que necessita da atenção do pai que só pensa em se casar muitas e muitas vezes. O livro aborda temas como o padrão de garotas "perfeitas", o pai de Montana como cirurgião plástico vê defeitos em todas as mulheres e necessita "arrumá-las", inclusive suas ex-mulheres e suas próprias filhas.

Os personagens são tão reais que realmente parece que eu já tive a oportunidade de conhecê-los pela interação que a protagonista tem com o leitor. Montana é uma adolescente frágil que se sente muito sozinha, que narra como o pai se esquece das filhas e foca nas mulheres que pretende conhecer. Arizona é uma adulta grossa e realista, não acredita no amor que é rápido demais e também não apóia as decisões do pai com relação as mulheres. Bernardo é um garoto doce, querido e amável, mostra que é completamente apaixonado por Montana a ponto de fazer loucuras como pintar o cabelo de rosa e ele com certeza foi o meu personagem preferido do livro.

Karissa é uma personagem empolgante, divertida e extremamente l-o-u-c-a, se torna a melhor amiga de Montana e passa a sair com ela todas as noites, frequentando bares sujos onde as duas conversam sobre a vida e os problemas da vida e acabam se entendendo. Karissa é uma personagem que te cativa no início do livro, uma personagem única.

A capa do livro é a mais fofa que eu já vi (um pouco diferente do enredo do livro rsrs) e muito linda que deixa os olhos brilhando ao ver a capa. A respeito do título do livro, se refere ao diário de Montana que é um diário de gratidão onde ela lista três coisas pelas quais ela é grata como um verão sem madrastas. Esse diário é incrível e pensei até em aderir!

O livro é maravilhoso, aborda assuntos que ainda não tinha lido em livros e além disso tem uma trama incrível.

Paula Nunes.

Tem sugestões ou dúvidas?
Mande e-mail para bloglivrosecores@gmail.com
Nos acompanhe nas redes sociais:

Resenha: Lick - Kylie Scott.

07 dezembro 2017
Lick
Stage Dive #1
Autora: Kylie Scott
Páginas: 304
Editora: Universo dos Livros
Compre | Compre

No impulso de uma noite de diversão e bebedeira em Las Vegas, Evelyn Thomas casou-se com um desconhecido. No dia seguinte, porém, ela se deu conta de que aquilo fora um terrível engano. Então, decidiu manter este pequeno deslize em segredo.
O que Evelyn não sabia era que havia se tornado a esposa do cobiçado David Ferris, guitarrista da famosa banda de rock Stage Dive. Agora, ao retornar para sua casa em Portland, ela terá de enfrentar as perseguições de repórteres, fugir às loucuras das fãs do astro e ainda encarar sua família, que não demonstrou nenhum contentamento com o ímpeto matrimonial da jovem filha.
Será que Evelyn conseguirá resistir às delícias de David a fim de permanecer como “a garota certinha” ou decidirá embarcar nessa glamourosa aventura junto ao marido rockstar?

Oi, gente. Tudo bem?
Comprei sete livros na Black Friday e terça-feira alguns deles já chegaram aqui em casa. Fiquei tão feliz que corri pra ler Lick, da Kylie Scott. Eu queria muito esse livro! Porém, essa leitura não foi nada do que eu esperava. 

Iniciamos essa leitura com a mocinha, Evelyn, passando mal em um quarto de hotel junto a um homem desconhecido. Logo ela descobre que, na bebedeira da noite anterior, eles se casaram em Las Vegas com direito à Elvis e tudo. Ev não lembra de nada e seu novo marido, chamado David, vai embora indignado falando que os advogados dele entrarão em contato. Evelyn pensa que ninguém precisa saber a bobagem que ela fez, mas percebe que isso não vai dar certo quando descobre que seu marido é o guitarrista de uma banda super famosa chamada Stage Dive

Para se proteger das dezenas de paparazzi e fãs ensandecidas que tem na porta de sua casa, Evelyn vai para a mansão de David em Los Angeles. Só que chegando lá, ele é ainda mais insuportável que parecia anteriormente, os advogados dele são uns cretinos, assim como o irmão dele, Jimmy

Quando David a leva para uma casa distante de tudo o que está acontecendo, os dois começam a pensar se não seria interessante manterem-se casados. Até porquê Ev começa a perceber que algo especial aconteceu na noite do casamento. O problema é que há uma mulher do passado de David que ainda pode estar nos pensamentos dele. 



Kylie Scott escreve bem, tem uma escrita clara. Além disso, alguns diálogos que ela escreve são super divertidos. O problema para mim foi que:

1. Tudo aconteceu muito rápido. A história mesmo se passa em questão de dias. E isso pra mim não cola, pois não consigo acreditar, dentro dessas condições, no amor dos mocinhos.

2. Os personagens não me cativaram. Ev não é uma mocinha forte, ela ficava se menosprezando, achando David lindo, maravilhoso e bom demais pra ela. Não consigo gostar de mocinhas assim. Já David não tinha nada além de um físico escultural e ser famoso. Além disso, terminei de ler o livro e não entendi bulhufas da personalidade dele.

3. Parece que a autora juntou partes legais de vários livros e colocou em um só. Sério. Por mais que isso de casamento em Vegas seja clichê, a autora poderia ter dado um rumo diferente na história e ter feito algo bem legal, mas é clichê atrás de clichê.



A estruturação dos outros personagens foi algo que me chamou a atenção. Já dá pra ter uma boa ideia de como são os outros integrantes da banda e até agora só gostei do Mal. O Ben é meio que indiferente, mas não gostei dele pelo papel que ele representou já nesse primeiro volume. O Jimmy é o maior cretino, nada justifica as coisas que ele fez. mas o Mal eu amei! Talvez só por causa dele eu continue a série. Porém, independentemente da minha opinião sobre cada personagens,. senti que eles foram bem construídos, bem pensados. Mesmo os pais da mocinha tinham atitudes referentes às suas personalidades e papéis.

Apesar das muitas críticas, dei 3 estrelas para esse livro. No geral, ele é um bom entretenimento, tem diálogos divertidos, boa construção da maior parte dos personagens e, querendo ou não, me prendeu, pois li muito rápido para saber o que aconteceria, mesmo enquanto torcia pra mocinha fugir pras montanhas sem olhar pra trás!

Vocês já leram Lick? O que acharam? Não esqueçam de comentar aqui em baixo! Beijos

Você tem sugestões ou dúvidas?
Mande e-mail para bloglivrosecores@gmail.com
Nos acompanhe pelas redes socias: 

Leituras para dezembro!

04 dezembro 2017
Oi, gente. Tudo bem?
Dezembro chegou e minhas férias também! Uhul

Fui verificar minha lista de leituras realizadas este ano e... flopei! Não sei se cheguei a comentar no blog que minha meta para esse ano era ler 60 livros. E eu li apenas 34. Sei que li bastante coisa da faculdade também, mas eram capítulos soltos e não livros inteiros, então eles não contam. Confesso que fiquei bem decepcionada comigo mesma, queria ter atingido minha meta.

Decidi correr atrás do prejuízo. Claro que sei que não vou conseguir ler 16 livros em dezembro, mas vou tentar ler, pelo menos, uns 10 pra não ficar tão longe assim da meta estipulada. 

Estou participando do Desafio #leiturasdedezembrosos organizado pela autora Juliana Daglio. Na minha TBR, coloquei os seguintes livros: 


Da lista acima já li Lick, da Kylie Scott e Treze, da FML Pepper. Fora da TBR, li Slade, da Laurann Dohnner. Ou seja, 3/10

Depois desses livros, não sei quais outros vou ler para completar minha meta de 10. Faltam 3 e acho que vou escolher algum no kindle, pois comprei ele faz alguns meses que o comprei e ainda não consegui ler nenhum ebook lá. 

Estou pensando em fazer uma postagem bem no finalzinho do mês com todas as leituras do ano e as que mais gostei. O que vocês acham? 
Vocês conseguiram atingir a meta de leitura de vocês esse ano? Como foram? Beijos

Nos acompanhe pelas redes sociais

Wishlist: Black Friday!

23 novembro 2017
Oi, gente. Tudo bem?
Black Friday é amanhã! Uhul. E já estou com a minha listinha pronta! Decidi compartilhar com vocês alguns dos livros que pretendo comprar na sexta-feira. Não vou colocar todos os livros que quero, porque daria uma pastagem enorme haha vou colocar os lançamentos mais recentes ou os antigos que quero muito! Não tem ordem nenhuma, viu gente. Só coloquei conforme fui achando as capas. 


1. Mil beijos de garoto, da Tillie Cole. | Skoob 
2. Não Fuja, da FML Pepper. | Skoob
3. 13, da FML Pepper. | Skoob
4. Quando a noite cai, da Carina Rissi. | Skoob

Está todo mundo falando do livro Mil beijos de garoto, então mesmo que a sinopse não chame tanto minha atenção, fiquei super curiosa para ler esse livro. Não Fuja é o terceiro livro da trilogia Não Pare da FML Pepper, eu já tenho os dois primeiros e quero muito ter a trilogia completa. 13 também é da FML Pepper, fiquei bem curiosa com a sinopse diferente e gosta da escrita da autora! E Quando a noite cai parece ser bem lindo e é da Carina Rissi, autora que todo mundo ama, mas que nunca li nada dela. 


5. O silêncio das águas, da Brittainy C. Cherry. | Skoob
6. Como agarrar uma herdeira, da Julia Quinn. | Skoob
7. Lick, da Kylie Scott. | Skoob
8. Box - Corte de Espinhos e Rosas, da Sarah J. Maas.

O silêncio das águas tem uma capa e uma sinopse lindas, além disso já li o livro Sr. Daniels da autora e gostei muito. Sei que faz parte de uma série, mas esse é o único pelo qual me interessei. Como agarrar uma herdeira é da autora Julia Quinn, que eu amo, não preciso dizer mais nada, né? O box Corte de Espinhos e Rosas está lindo de mais e eu sempre quis ler esses livros. 


9. Amante finalmente, da J. R. Ward. | Skoob
10. O rei, da J. R. Ward. | Skoob
11. A besta, da J. R. Ward. | Skoob
12. A escolha, da J. R. Ward. | Skoob
13. The Thief, da J. R. Ward. 

A Saga da J. R. Ward já tem 16 livros, faltam 5 pra eu completar a coleção. Porém The Thief ainda não tem capa nem título traduzido aqui no Brasil. Espero que todos estejam com um preço bom na Black Friday, porque ano passado ficaram caros iguais. 


14. O sol é para todos, da Harper Lee. | Skoob
15. A garota sem passado, do Michael Kardos. | Skoob
16. Vigiar e punir, do Michel Foucault. | Skoob 
17. Sapiens: Uma breve história da humanidade, do Yuval Noah Harari. | Skoob 

O sol é para todos é um livro que está há muito tempo na minha wishlist, mas nunca consigo comprar. A garota sem passado é um thriller que chama muito minha atenção e parece ser bem tenso. Uma breve história da Humanidade parece ser extremamente interessante e o autor é bem prestigiado na área. Já Vigiar e Punir é um livro que muitos professores da faculdade recomendam, parece ser ótimo. 

E vocês, o que pretendem comprar na black friday? Alguns dos livros da minha lista estão na de vocês também? Beijos

Viu algum erro nesse texto? Dúvidas e sugestões?
Envie um e-mail para bloglivrosecores@gmail.com
Nos acompanhe nas redes sociais